icons.title signature.placeholder Amélia Sabino, Carlos Alberto Vieira e Leo Burlá
06/12/2013
03:00

Ex-lateral esquerdo de Cruzeiro,River Plate e seleção da Argentina e atualmente comentarista esportivo radicado em Minas Gerais, Juan Pablo Sorin passou a sexta-feira como garoto propaganda da cidade de Belo Horizonte no estande da cidade na Costa do Sauípe.

Além de falar das qualidades da sede da Copa, ele também brincou com a imprensa sobre o fato de  a Argentina ter colocado o CT do Galo como a primeira escolha para ser o seu QG durante a Copa do Mundo ao dizer que muitos mineiros têm um carinho pelos Hermanos por causa de sua passagem de sucesso pelo Cruzeiro:

- Tem uma parte minha aí. Eu sou um dos culpados.

Sobre a Argentina, ele diz que torce para que ela chegue longe, já que é sempre uma das favortas e, voltou a puxar uma brasa para BH  quando disse que está confiante que  Messi estará 100%  recuperado das lesões na época da Copa.

- Será um orgulho grande para todos os mineiros hospedar e poder acompanhar Messi tão de pertinho - disse Sorín.

Sua grande preocupação no sorteio é que a Argentina não caia numa chave que vá envolver longas viagens o que poderia desgastar a seleção e influenciar negativamente no resultado.

Sobre as manifestações, o argentino tem a opinião que o Brasil tem de assimilar o momento que vive:

- Aqui tem muita alegria, mas as pessoas reclamam dos gastos excessivos. O país se mostra como ele é. O que se espera é que tenhamos uma excelente Copa do Mundo e que o país também cresça a nível político.