icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/11/2014
19:53

O Barcelona sofreu bastante neste domingo na visita ao Mestalla, mas com um gol já no segundo tempo, conseguiu derrotar o Valencia por 1 a 0 pela 13ª rodada do Campeonato Espanhol. Mesmo com Messi apagado e um meio-campo pesado e sem criatividade. Busquets, em lance chorado no último minuto, acabou sendo o herói do triunfo.

Com o resultado, o Barcelona alcança os 31 pontos na tabela, e se mantém a dois do líder Real Madrid, que venceu na rodada, e abre também dois do Atlético de Madrid, que derrotou o La Coruña neste domingo. Enquanto isso, o Valencia deixa o Sevilla escapar na quarta colocação, com 26 pontos, e fica com dois a menos.

Luis Enrique optou por um esquema com dois volantes, não muito comum no Barcelona. Acabou que Mascherano e Busquets deram um peso para o meio-campo, que tinha ainda Xavi para completar. Com Messi apagado no primeiro tempo, Neymar e Suárez, com o apoio principalmente de Alba, acabaram fazendo as principais jogadores do Barcelona. Mesmo assim, o time apresentava pouca criatividade.

Do outro lado, o Valencia mostrou-se um time bem aplicado, e que buscava bons ataques com velocidade. Principalmente com Rodrigo, Feghouli e André Gomes, tendo Negredo como o homem responsável pela função do pivô.

No primeiro tempo, o Valencia teve mais oportunidades que o Barcelona. A primeira com Rodrigo, com bom chute de canhota, que obrigou Bravo a trabalhar. Pouco depois o Barcelona respondeu com suárez, que aproveitou bola que sobrou na área, e chutou forte, mas Diego Alves brilhou para evitar o gol.

Depois o momento de destaque foi uma confusão que começou com Neymar e Otamendi. O atacante caiu na área em disputa com o zagueiro, que foi tirar satisfação com o brasileiro. O camisa 11 acabou dando uma cabeçada no argentino, que foi ao chão, e rapidamente os jogadores começaram a discutir em campo.

Com os ânimos mais tranquilos, o Barcelona ficou com o domínio de jogo, mas nada de criar chances. Com Messi apagado, o Che teve mais cahcnes no primeiro tempo. Ambas com André Gomes. Uma em chute de longe, que foi perto da trave, e outra após boa jogada de Rodrigo.

No segundo tempo, ambos os times com os mesmos jogadores, o Valencia voltou melhor. Suárez até teve boa chance, mas o Valencia teve mais, sempre com os mesmos jogadores. Mas também não conseguia marcar, e o jogo esquentava conforme chegava na reta final.

Suárez reclamou muito de um gol mal anulado. Recebeu de Daniel Alves em posição legal, mas o auxiliar levantou a bandeira. Na sequência, Fecghouli teve boa chance, mas Bravo evitou o gol. Até que ele veio no último minuto.

O Barça fez uma pressão, Neymar acertou uma boa cabeçada, e Diego Alves operou um verdadeiro milagre na defesa. Porém jogou a bola para o meio da área, e Busquets viu a bola limpa em sua frente. Soltou a bomba e garantiu a vitória catalã.