icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/11/2014
11:50

A vitória de Fabricio Werdum contra Mark Hunt, na luta principal do UFC 180, neste sábado, na Cidade do México, foi histórica. O brasileiro, com uma joelhada voadora espetacular, se tornou o dono do cinturão interino dos pesados e somou o segundo títulopara o Brasil na organização na atualidade. Mas se engana quem pensa que o confronto foi fácil. O brasileiro levou um atraso no primeiro assalto e chegou a cair com dois knockdows depois de levar socos do neozelandês.

Na coletiva de imprensa realizada após o UFC 180, Werdum avaliou os golpes que sofreu e analisou que eles foram importantes para "acordá-lo" para o combate. Segundo o "Vai Cavalo", o nervosismo o atrapalhou.

- Demorei para entrar na luta, tinha muita ansiedade. É normal ficar ansioso. Alguns golpes me pegaram, os senti. Eu tinha que ter me mexido mais. Não sei o que aconteceu que não entrei na luta. Quando o Hunt me acertou, aquilo me despertou - declarou o novo campeão do Ultimate.

O brasileiro ainda falou sobre a emoção que sentiu horas antes da luta. Fabricio recebeu um vídeo de sua mulher que mostra os primeiros passos de Joana Werdum, sua filha de quase um ano. Ele ainda comparou o resultado conquistado com o dia em que se tornou o primeiro homem a vencer Fedor Emelianenko.

- Estava um pouco emocionado, mas não queria mostrar que estava. Era um sinal minha filha ter dado os primeiros passos. Acho que isso queria me dizer alguma coisa. Posso dizer que é da mesma altura, ganhar um cinturão deste é um sonho antigo, não é um trabalho de agora. Contra Fedor (Emelianenko) foi especial, mas hoje é o dia mais feliz da minha vida - concluiu.