icons.title signature.placeholder Daniel Guimarães e João Matheus Ferreira
10/11/2014
18:06

Conforme noticiou o LANCE!Net, Abílio Borges, presidente da Assembleia Geral, pediu licença do cargo. Com isso, Roberto Monteiro, vice-presidente do Conselho Deliberativo e candidato à presidência do Vasco, assumiu a pasta. E como primeira medida ele decretou que os sócios gerais que não fizeram o recadastramento não poderão votar na eleição do clube, marcada para esta terça-feira.

Com isso, cerca de 1.029 sócios gerais que pagam mensalidade estão impedidos de participar do pleito. O Vasco vai divulgar ainda nesta segunda-feira a lista completa de sócios-eleitores com direito a voto. Segundou apurou o L!Net, 12.535 associados estão aptos a votar na eleição presidencial do Cruz-Maltino.

- É uma medida que eu já defendia há muito tempo. Não é justo tirar um sócio remido ou um grande branemérito, pois ambos já contribuiram para o clube. Então tiramos apenas os pagantes gerais que não se recadastraram. Estes não poderão votar amanhã (terça) - disse Monteiro.

Apesar da mudança no comando da Assembleia Geral, que organiza a eleição do Vasco, o pleito segue mantido para esta terça-feira, de 9h às 22h, em São Januário.

Há cinco chapas na disputa, "Volta Vasco! Volta Eurico!", de Eurico Miranda, "Vasco Mais que um Gigante", de Eduardo Nery, "Sempre Vasco", de Julio Brant, "Vanguarda Vascaína", de Márcio Santos, "Identidade Vasco", de Roberto Monteiro.