icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci e Russel Dias
30/06/2014
07:02

A saída do zagueiro Neto do Santos pode estar mais próxima a partir de terça-feira, já que no dia 1 de julho ele estará livre para assinar pré-contrato com outra equipe interessada em seu futebol. Há dois meses seu empresário começou a negociar uma renovação com a diretoria do clube e as conversas com o superintendente de esportes, André Zanotta, avançaram. Posteriormente, as tratativas pararam no Comitê de Gestão do Peixe, que não tem certeza se quer a permanência do defensor.

Com excesso de zagueiros no elenco (são nove no momento) a diretoria cogita até negociá-lo. 
A pedida salarial não foi considerada alta, se comparada a de outros jogadores da posição. O que desagradou o Comitê foi o tempo de contrato pedido pelo staff do jogador, que seria de mais dois anos e Neto fará 30 anos em 2015.

Em contrapartida, mesmo com a desconfiança da cúpula alvinegra, Neto foi o zagueiro que mais atuou na temporada, com 20 jogos.


Até a primeira rodada do Brasileirão ele era o titular ao lado de David Braz. Depois de sofrer com um edema na coxa direita, na partida contra o Sport, na abertura do Brasileiro, o camisa 28 não voltou a começar um jogo entre os 11 titulares. Ele perdeu a vaga para Jubal, de 21 anos, que é o segundo jogador que mais atuou no ano, com 19 partidas.

Tal fato também contribuiu para a diretoria pensar duas vezes na renovação contratual. Seu vínculo com o Santos vai até o dia 31 de dezembro e, por ter atuado em apenas três jogos no Nacional ele pode defender outro clube na competição.