icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/11/2014
22:10

A novela sobre a aposentadoria de Rogério Ceni ganhou mais um capítulo na noite deste domingo. Após sair de campo sem tomar gol naquele que supostamente foi seu último clássico com a camisa do São Paulo no Morumbi, o goleiro, que ajudou o time a vencer o Palmeiras por 2 a 0, falou sobre a campanha aderida por Muricy Ramalho pela prorrogação de seu contrato. Em princípio, o ídolo e capitão tricolor mantém firme a decisão de pendurar as chuteiras ao término deste ano.

– Eu não estou repensando absolutamente nada. Eu penso é em ser campeão – disse o goleiro, logo ao término do Choque-Rei.

– Empolgado para parar ninguém fica, muito pelo contrário. Todos ficam empolgados para continuar. Mas eu estou lidando muito com o jogo a jogo. Eu quero ser campeão, gostaria muito de ganhar um título esse ano e o Cruzeiro parece que não está querendo facilitar a vida para a gente. Eu esperava um resultado melhor hoje na Vila, no jogo contra o Santos, mas o Cruzeiro acabou vencendo. O meu objetivo é finalizar o ano com o título – completou.

Em meio a gritos dos quase 40 mil são-paulinos presentes no Morumbi, o arqueiro ainda brincou com relação ao carinho e à persistência da torcida.

– Ainda bem que gritam "fica". Se gritam "sai" antes de terminar seria triste. Importante terminar o ciclo com o apoio da torcida. Mas vale lembrar que o torcedor quer um título. E eu também quero – declarou Ceni.

CAMPANHA PELO FICO

O técnico Muricy Ramalho "comprou" a ideia da torcida são-paulina e iniciou, na última sexta-feira, uma campanha pela permanência de Rogério Ceni nos gramados por pelo menos mais uma temporada. Em entrevista coletiva concedida no CT da Barra Funda, o comandante e amigo de Ceni confessou nunca ter visto o goleiro tão contente.

– Nunca vi ele tão feliz como agora. Está suave, porque às vezes é meio chato quando a coisa não está boa. Por isso está pegando tudo. A gente acha que vai ser difícil parar nesse nível, mas ele é quem tem que decidir. Alguns dizem que é melhor saber parar em um bom momento, não parar em fase ruim, criticado – declarou o treinador.

Oficialmente, Ceni tem pelo menos mais cinco jogos pela frente com a camisa do São Paulo. O clube planeja uma partida de despedida em 2015.