icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
11/07/2014
08:20

Nove anos de parceria, de altos e baixos, de sonhos e pesadelos. Nove anos de mais uma geração marcante do futebol da Holanda. Sob o comando de Sneijder, Robben e Van Persie, a seleção fez história. Não ganhou nenhum título, mas fez os torcedores lembrarem dos times de Cruyff e Neeskens, de Van Basten e Gullit, de Kluivert e Bergkamp.

Com a eliminação nos pênaltis para Argentina na semifinal da Copa de 2014, surgem dúvidas: chegou ao fim o ataque Sneijder, Robben e Van Persie – todos com 30 anos? O trio terá gás para jogar a Eurocopa de 2016 (França) ou até mesmo a Copa do Mundo de 2018 (Rússia)?

Juntos, eles estrearam na goleada por 4 a 0 diante de Andorra, em 2005, nas Eliminatórias Copa do Mundo de 2006. Daí em diante, até atingiram feitos interessantes, mas colecionaram fracassos.

O primeiro resultado negativo ocorreu na Copa do Mundo de 2006. A Laranja foi eliminada por Portugal nas oitavas de final. Já na Eurocopa de 2008, nova decepção: derrota para Rússia nas quartas de final.


Um dos destaques da Copa, Robben escapa da marcação (Foto: Odd Andersen/AFP)

Após duas campanhas para esquecer, a Holanda se reinventou com a chegada do técnico Bert Van Marwijk. Sneijder, Robben e Van Persie brilharam e chegaram à final da Copa do Mundo de 2010. No entanto, não conseguiram superar a Espanha, que conquistou o título inédito.

Mesmo com grandes tropeços na bagagem, a nova geração holandesa achou espaço para decepcionar mais uma vez o torcedor: eliminação na fase de grupos da Eurocopa de 2012, com três derrotas para Alemanha, Portugal e Dinamarca.


Sneijder marcou contra o México, nas oitavas (Foto: Javier Soriano/ AFP)

Já em 2014, com três vitórias e dez gols no Grupo B – com direito a goleada por 5 a 1 em cima da Espanha –, a Holanda se tornou uma das principais candidatas ao título da Copa do Mundo. Mas naufragou outra vez. Pior para Sneijder, Robben e Van Persie que, juntos, têm 99 gols pela seleção, mas podem se despedir do futebol sem erguer nem sequer uma única taça com a camisa laranja.


Van Persie passou em branco no mata-mata (Foto: Yuri Cortez/ AFP)

AS MAIORES GERAÇÕES DO FUTEBOL HOLANDÊS

1974/1980
Geração de Cruyff, Neeskens, Rep e Resenbrink ficou com o vice da Copa em 70 e 74. Também fracassou nas Euros de 76 e 80.

1884/1990
Sob o comando de Van Basten, Gullit e Rijkaard, Holanda venceu a Euro de 88. Mas ficou fora da Copa de 86 e caiu nas oitavas de 90.

1996/2002
Seedorf, Kluivert e Bergkamp levaram o quarto lugar na Copa de 98 e ficaram fora da edição de 2002. Ganharam o terceiro lugar na Euro de 2000.

OS 23 CONVOCADOS DA COPA DE 2014

GOLEIROS:
Jasper CILLESSEN - 25 anos (29 anos na Copa de 2018)
Michel VORM - 30 anos (34 anos na Copa de 2018)
Tim KRUL - 26 anos (30 anos na Copa de 2018)

DEFENSORES:
Ron VLAAR - 29 anos (33 anos na Copa de 2018)
Stefan DE VRIJ - 22 anos (26 anos na Copa de 2018)
Bruno MARTINS INDI - 22 anos (26 anos na Copa de 2018)
Daley BLIND - 24 anos (28 anos na Copa de 2018)
Daryl JANMAAT - 24 anos (28 anos na Copa de 2018)
Joel VELTMAN - 22 anos (26 anos na Copa de 2018)
Terence KONGOLO - 20 anos (24 anos na Copa de 2018)
Paul VERHAEGH - 30 anos (34 anos na Copa de 2018)

MEIAS:
Nigel DE JONG - 29 anos (33 anos na Copa de 2018)
Jonathan DE GUZMAN - 26 anos (30 anos na Copa de 2018)
Wesley SNEIJDER - 30 anos (34 anos na Copa de 2018)
Leroy FER - 24 anos (28 anos na Copa de 2018)
Georginio WIJNALDUM - 23 anos (27 anos na Copa de 2018)
Jordy CLASIE - 23 anos (27 anos na Copa de 2018)

ATACANTES:
Robin VAN PERSIE - 30 anos (34 anos na Copa de 2018)
Arjen ROBBEN - 30 anos (34 anos na Copa de 2018)
Jeremain LENS - 26 anos (30 anos na Copa de 2018)
Klaas Jan HUNTELAAR - 30 anos (34 anos na Copa de 2018)
Memphis DEPAY - 20 anos (24 anos na Copa de 2018)
Dirk KUYT - 33 anos (37 anos na Copa de 2018)