icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
18/11/2013
21:20

Depois de alguns eventos já realizados pela oposição, a situação do São Paulo vai lançar de forma oficial a candidatura de Carlos Miguel Aidar à presidência do clube no dia 2 de dezembro, em uma churrascaria, na Zona Sul de São Paulo, próxima ao Morumbi.

A promessa é que será um evento maior do que os promovidos por Kalil Rocha Abdalla, candidato da oposição. A eleição acontecerá em abril do ano que vem e vai apontar o substituto de Juvenal Juvêncio.

Aidar foi o escolhido por Juvenal após um longo período de indefinição sobre qual seria o nome apontado pelo grupo que está no poder. Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, atual vice-presidente do clube, era um dos favoritos ao lado de Roberto Natel, vice-presidente social.

No entanto, temendo perder a eleição pela rejeição do conselho aos seus candidatos e pelo fortalecimento da oposição, Juvenal optou por Aidar, que já presidiu o São Paulo em uma gestão na década de 80. Leco chegou a lançar candidatura própria, mas recuou e voltou a apoiar a chapa de Juvenal.