icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/06/2014
12:34

O Botafogo, em seu site oficial, lançou uma nota de pesar pelo falecimento do ex-jogador Marinho Chagas, que morreu neste domingo, em João Pessoa. Proclamando-o "o segundo melhor lateral-esquerdo da história do Botafogo", superado apenas por Nilton Santos, o comunicado informa que está decretado luto oficial de três dias em General Severiano e que a bandeira do clube será hasteada a meio mastro, além de recordar a carreira do "Bruxa Loira". Confira trechos:

"Cabelos longos e esvoaçantes, dinâmico pela própria essência de seu futebol e com um chute fortíssimo de perna direita, ele agradou rapidamente. Logo tornou-se um dos ídolos do Botafogo ao longo da década de 70. Veloz, com sua tendência ofensiva e com seus gols de falta, sempre com chutes de distâncias improváveis, aquele potiguar extrovertido positivamente virou um personagem tipicamente carioca. Curiosamente, passou a carregar a aura de craque e também o estigma de irresponsável. Mas sua simpatia e simplicidade superavam barreiras, até mesmo a rivalidade entre as torcidas, e paralelamente abrandava as críticas."


Em campo, alguns o consideravam um jogador à frente de seu tempo, sempre buscando um caminho rumo ao ataque pela lateral, características que mais tarde passaram a ter o alas. Apesar da concepção de jogo ofensivo, seu espírito na época causava controvérsia e atraía opositores. Nada que o impedisse de ter sido um dos principais jogadores do Brasil na Copa de 1974 e de ter tornado um dos poucos que deixaram a Alemanha com prestígio intacto."