icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2014
11:49

Logo que o Barcelona perdeu o último Campeonato Espanhol, em partida decisiva contra o Atlético de Madrid na última rodada, o presidente Josep María Bartomeu prometeu uma reformulação. Trocou de técnico, fez algumas contratações, mas garantia que teria um símbolo disso tudo, alguém para chamar holofotes. E esse alguém, enfim, é Suárez, contratado nesta sexta-feira.

Essa reformulação não se trata apenas de contratações milionárias e impactantes, mas também de saídas. Só entre estrelas, quatro já deixaram o Barça. Valdés terminou o contrato e vai deixar o clube. Puyol, o capitão de toda uma geração, aposentou-se. Fàbregas e Sánchez foram para Londres. O meia para o Chelsea e o atacante para o Arsenal.


Outros nomes podem sair nas próximas semanas. Xavi, já na reta final da carreira, vai decidir se fica ou se vai para o futebol árabe. Tello está quase certo no Porto. Mascherano, Song, Adriano, Daniel Alves, Afellay e Pedro também podem entrar nessa barca. Cuenca (La Coruña), Jonathan dos Santos (Villarreal) e Pinto (sem clube) já saíram.

Rakitic destacou-se no Sevilla antes de ir para o Barcelona (Foto: Josep Lago/ AFP)

As chegadas indicam outras mudanças. Luís Enrique é o técnico. E ao mesmo tempo tem a missão de modernizar o esquema do time, mas manter raízes no estilo vencedor implementado por Pep Guardiola. Dentro de campo, a tendência é que Suárez seja um centroavante móvel, tendo o apoio de Neymar pela esquerda e Messi pela direita, mas ambos também centralizando, buscando triangulações.

No meio, Iniesta será o comandante, responsável pela organização das jogadas. Logo atrás vai estar Rakitic, croata recém-contratado que deve herdar a posição de Xavi. Para o gol chegaram dois. O chileno Bravo e o alemão Ter Stegen vão disputar posição.

E certamente o trabalho do Barcelona na janela de transferências não acabou. A defesa é prioridade. Vertonghen, Hummels e Javi Martínez são os nomes mais fortes. Cuadrado, que pode jogar como lateral-direito ou meia, também é fortemente ligado ao clube.