icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar e Wallace Borges
07/04/2014
20:12

A diretoria do Botafogo ainda acerta os últimos detalhes para oficializar a contratação do atacante Emerson Sheik. Nesta segunda-feira, o tempo de contrato dele com o Glorioso ainda estava travando as tratativas finais com o atleta.

Inicialmente, estava acordado que o contrato dele com o Botafogo seria até o fim do ano. Mas, segundo o LANCE!Net apurou, durante as últimas conversas, Emerson pediu um acordo com tempo maior de duração, de dois anos.

O grande problema é que o contrato dele com o Corinthians termina em julho do ano que vem, ou seja, prazo menor do que o período que Sheik gostaria de firmar vínculo com o Botafogo. Vale lembrar que a transferência do atacante seria por empréstimo e com parte do salário sendo pago pelo próprio Timão.

O gerente executivo do Botafogo, Anibal Rouxinol, que também já foi advogado do clube, não viajou para a Argentina e ficou no Rio para resolver as pendências finais do acordo.

Outra situação que ainda estava sendo definida durante o dia é a apresentação das garantias financeiras ao Corinthians. Isso porque o Timão custearia 100% dos salários de Sheik (de R$ 520 mil), mas será ressarcido posteriormente em 50% desse valor pelo Botafogo.