icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
01/12/2013
15:48

A diretoria do Corinthians colocou o atacante Emerson Sheik fora dos planos para a próxima temporada. O atacante, porém, diz que vai ficar no clube e que ninguém falou o contrário.

- Gente, eu fico, eu quero ficar. Quem está me mandando embora (risos)? Ninguém veio falar comigo. Estou bem, eu fico, não tem nada de ir embora. Isso é conversa - afirmou o camisa 11, na zona mista do Pacaembu, após o empate por 0 a 0 com o Internacional, neste sábado.

Emerson Sheik foi o herói da conquista da Libertadores de 2012, ao fazer os dois gols da vitória por 2 a 0 na decisão contra o Boca Juniors (ARG) no Pacaembu. Desde então, porém, não apresentou o mesmo futebol, apesar de ter sido titular na maioria das vezes com Tite.

Em julho, o jogador, cujo contrato acabaria no fim deste ano, renovou até a metade de 2015. A decisão, até hoje, é motivo de crítica entre alguns membros da comissão técnica e da diretoria do Corinthians. Agora, o clube não vê uma forma de dispensá-lo, e não acredita que algum clube tenha a intenção de arcar com seus salários, na casa dos R$ 500 mil mensais.

Ao lado de Ibson, Pato e Romarinho, Sheik tem sido alvo da torcida nos últimos jogos. Ele, porém, deixa claro que sua situação é melhor no Corinthians quando revela que poderia sair se quisesse.

- Proposta chega todo dia, graças a Deus. Mas eu estou bem aqui - disse.