icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
16:43

Clássico é sempre um jogo diferente. E, às vésperas de seu primeiro Fla-Flu, o volante Rafinha vai além dessa velha máxima. Considerado um dos pilares do esquema do técnico Vanderlei Luxemburgo desde que assumiu o Fluminense, o jogador tem se destacado por sua polivalência na equipe, onde já atuou como lateral, volante e meia. No clássico deste domingo, o camisa 37 terá mais uma oportunidade de atuar em sua posição de origem, no meio-campo ao lado de Edinho, Diguinho e Jean.

- É um clássico incrível. Desde que me entendo por gente, acompanho futebol e sempre parava para assistir aos Fla-Flus. Poder atuar em um jogo como esse é o sonho de qualquer jogador. Mas não posso me deixar levar pela magia deste duelo, pois temos um objetivo e estarei focado na vitória - afirmou Rafinha ao site oficial do Fluminense.

Sobre a polivalência que o levou a cair nas graças de Luxemburgo e também da torcida do Fluminense, Rafinha mostra entender bem a opção do treinador por o trocar de posição muitas vezes dentro de uma mesma partida.

- O professor me escalou algumas vezes mais à frente, aberto pela direita. Muitas vezes é para marcar a subida de algum lateral. Mesmo assim, em vários momentos tenho que participar das jogadas de ataque. Vim do futebol de salão e lá você faz de tudo um pouco: marca, dribla, chuta. O importante é ter a confiança do treinador para poder ter liberdade - encerrou.