icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/04/2014
11:15

No duelo entre o segundo e terceiro colocados na primeira fase da Superliga Masculina, o Sesi, em vantagem no confronto, quer a vitória na casa do adversário, o Brasil Kirin, para evitar um terceiro jogo entre as duas equipes.

- Sabemos que será um duelo complicado, difícil, na casa de um adversário que joga junto com a torcida, mas não podemos pensar em levar essa série para um terceiro jogo, não podemos bobear sábado - afirmou o levantador e capitão do Sesi, Sandro.

No primeiro jogo da semifinal, no dia 25 de março, o Sesi venceu em casa, por 3 sets a 1, com parciais de 30-28, 17-21, 21-14 e 22-20. O ponteiro Lucarelli foi o destaque da partida, com 16 pontos. Mas para Sandro, a partida longa não foi tão boa quanto o esperado.

- Tivemos a sorte e competência para que nos finais do primeiro e quarto set as coisas dessem certo para nós, mas não podemos deixar o set se arrastar tanto - comentou.

O que chamou a atenção das equipes, foi a longa distância entre os dois duelos, dez dias. Mais tempo para estudos do adversário, mas também para perda do ritmo de jogo.

- Tivemos mais tempo para estudar nos mínimos detalhes. Isso é fundamental nesse momento e ruim por outro lado, sem ritmo de jogo, por isso que fizemos um amistoso com São José essa semana, para chegarmos prontos sábado - completou.