icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/04/2014
23:44

Acabou a invencibilidade de 28 jogos do Molico/Osasco na Superliga Feminina. E logo em um momento crucial da competição. Na noite desta sexta-feira, no primeiro jogo da semifinal melhor de três, a equipe do técnico Luizomar de Moura foi surpreendida em casa pelo Sesi-SP. Em um Ginásio José Liberatti, em Osasco (SP) completamente lotado, o time do técnico Talmo venceu de virada, por 3 sets a 1, parciais de 18-21, 21-17, 21-17 e 23-21.

A maior pontuadora da partida foi a central Fabiana, do Sesi, com 19 pontos. Pelo lado do Molico, a oposto Sheilla anotou 17.

O próximo duelo entre as duas equipes será no dia 19, no ginásio da Vila Leopoldina, casa do Sesi, em São Paulo (SP).

Até então a única equipe invicta nesta Superliga, o Molico havia quebrado duas marcas de invencibilidade na competição. Primeiro, superaram o recorde de vitórias consecutivas em fase de classificação que pertencia à Unilever: 19 triunfos. Depois, quando ultrapassaram 26 vitórias seguidas, superaram a maior marca da história do torneio, do extinto Leite Moça.

A vitória nesta sexta foi a primeira do Sesi sobre o Molico na Superliga. Antes, a equipe de Talmo havia vencido apenas em duas ocasiões. Na fase de classifcação do Campeonato Paulista do ano passado e na final do Sul-Americano este ano.

Porém, na final do Paulista, o Molico acabou levando a melhor, assim como na decisão da recém-criada Copa Brasil.

O JOGO

O Molico começou bem, errando pouco e mostrando mais poder de decisão. O Sesi, porém, evitava que o adversário ampliasse sua vantagem. Até que o bloqueio da equipe de Luizomar de Moura começou a aparecer. Com isso, o atual vice-campeão da Superliga abriu 9 a 5. Com os erros de ataque do rival, o Molico fez 14 a 7.

Para buscar uma reação, o técnico Talmo fez a inversão do cinco em um, tirando a levantadora Dani Lins e a oposto Ivna, colocando a levantadora Carol Albuquerque e a ponteira Mariana improvisada de oposto. O treinador também fez uma alteração de ponteiras, trocando Pri Daroit por Suelle para tentar melhorar a defesa. As mudanças fizeram efeito, Mariana anotou quatro pontos e a diferença caiu para 18 a 15.

Após o fim da inversão, o Sesi chegou a ficar um ponto atrás (18 a 17), mas o Molico manteve a tranquilidade, contou com erros do adversário e fechou o set em 21 a 18.

No segundo set, Suelle continuou no lugar de Pri Daroit. E o Sesi saiu na frente, abrindo dois pontos. Mas o Molico reagiu, empatou em 6 a 6 e, em seguida, virou para 8 a 6. Porém, a equipe de Talmo igualou o placar em 8 a 8. Só que o time de Luizomar de Moura voltou a abrir dois pontos com bons ataques e erro do adversário.

A partir daí, o Molico tentava se manter na frente e o Sesi ia atrás do empate. Até virar para 13 a 12 em bom saque de Suelle. Em seguida, a central Fabiana, em uma boa noite, fez 14 a 12. Com boas defesas e aproveitando os ataques após o crescimento de Ivna, o Sesi fez 17 a 14. O Molico chegou a esboçar uma reação, mas o time de Talmo fechou a parcial em 21 a 17.

O terceiro set começou equilibrado. O Sesi saiu na frente novamente, mas o Molico reagiu e virou para 6 a 4. Com bons ataques da oposto Sheilla e ótimas defesas, sobretudo da líbero Camila Brait, a equipe de Luizomar se manteve na frente até o Sesi reagir após nova inversão do cinco em um do técnico Talmo. O time empatou em 10 a 10 para, em seguida, virar o jogo ao fazer 12 a 10.

O Molico manteve a tranquilidade e empatou em 12 a 12. Só que a central Fabiana seguia bem nos bloqueios. Com isso, o Sesi fez 14 a 12. Mais confiante, a equipe de Talmo aumentou sua vantagem, administrou a diferença e fechou o terceiro set em 21 a 17.

No quarto set, o Molico, aparentando mais nervosismo, viu o Sesi fazer 2 a 0. Com bons bloqueios, o time de Talmo abriu 5 a 2. Mas a equipe de Luizomar não se deu por vencida e reagiu, empatando em 5 a 5. Só que o Sesi estava melhor e abriu 10 a 6. Com a vantagem, tentou administrar a diferença de pontos. Mas o Molico mostrou sua força, reagiu, chegou a ficar perto da vitória, mas o Sesi não deixou.