icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira*
icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira*
25/07/2013
15:14

O campeonato de motos do Rali dos Sertões terá um vazio na edição deste ano. Atual campeão, Felipe Zanol não defenderá seu título por ainda se recuperar de grave acidente ocorrido no fim de 2012, que o deixou dez dias em coma e 50 no hospital, até 24 de janeiro, nos Estados Unidos. Depois, ele voltou ao Brasil para seguir seu tratamento.

O acidente ocorreu no segundo dia de treinos de Zanol para o Dakar, no deserto de Mojave, na Califórnia (EUA). Ele perdeu o controle da moto a 110km/h e seu capacete quebrou com o impacto. O piloto teve traumatismo craniano e em decorrência da pancada na cabeça seu lado esquerdo do corpo ficou paralisado.

Zanol está em Goiânia (GO) para assistir a largada do rali, que acontece na sexta. Ele veio para dar palestras e participar de uma ação promocional. No momento, sua preocupação é poder ter sua velha rotina de volta. E se for o caso, retornar às competições.

- Essa é a primeira vez que estou indo em uma competição que não vou correr. Antes metade do meu dia eu treinava, agora eu faço fisioterapia, mas estou feliz. Já me sinto realizado em poder voltar a andar de bicicleta - afirmou.

Em Goiânia (GO) para assistir a largada, Zanol usa outro caso de piloto brasileiro como inspiração para sua recuperação. Amigo de Cristiano da Matta, que protagonizou grave acidente em 2006 na Champ Car e se recuperou, apesar de não ter conseguido se firmar nas pistas novamente, ele revelou que recebeu apoio do companheiro. Na ocasião, o ex-Fórmula 1 atropelou um cervo e sofreu uma grave lesão cerebral.

- Conversei com ele. Ele fala que são coisas que acontecem - disse Zanol.

Agora, o principal favorito ao título é o espanhol Marc Coma, que venceu em 2010 e faz sua segunda participação neste ano.

- Estou muito feliz em voltar a competir aqui. A competição não será fácil. As brasileiras são muito rápidas e vou focar em vencer aqui - disse o espanhol.

*O repórter viaja a convite da organização

O campeonato de motos do Rali dos Sertões terá um vazio na edição deste ano. Atual campeão, Felipe Zanol não defenderá seu título por ainda se recuperar de grave acidente ocorrido no fim de 2012, que o deixou dez dias em coma e 50 no hospital, até 24 de janeiro, nos Estados Unidos. Depois, ele voltou ao Brasil para seguir seu tratamento.

O acidente ocorreu no segundo dia de treinos de Zanol para o Dakar, no deserto de Mojave, na Califórnia (EUA). Ele perdeu o controle da moto a 110km/h e seu capacete quebrou com o impacto. O piloto teve traumatismo craniano e em decorrência da pancada na cabeça seu lado esquerdo do corpo ficou paralisado.

Zanol está em Goiânia (GO) para assistir a largada do rali, que acontece na sexta. Ele veio para dar palestras e participar de uma ação promocional. No momento, sua preocupação é poder ter sua velha rotina de volta. E se for o caso, retornar às competições.

- Essa é a primeira vez que estou indo em uma competição que não vou correr. Antes metade do meu dia eu treinava, agora eu faço fisioterapia, mas estou feliz. Já me sinto realizado em poder voltar a andar de bicicleta - afirmou.

Em Goiânia (GO) para assistir a largada, Zanol usa outro caso de piloto brasileiro como inspiração para sua recuperação. Amigo de Cristiano da Matta, que protagonizou grave acidente em 2006 na Champ Car e se recuperou, apesar de não ter conseguido se firmar nas pistas novamente, ele revelou que recebeu apoio do companheiro. Na ocasião, o ex-Fórmula 1 atropelou um cervo e sofreu uma grave lesão cerebral.

- Conversei com ele. Ele fala que são coisas que acontecem - disse Zanol.

Agora, o principal favorito ao título é o espanhol Marc Coma, que venceu em 2010 e faz sua segunda participação neste ano.

- Estou muito feliz em voltar a competir aqui. A competição não será fácil. As brasileiras são muito rápidas e vou focar em vencer aqui - disse o espanhol.

*O repórter viaja a convite da organização