icons.title signature.placeholder Craque do Futuro - André Schmidt
26/03/2014
14:13

O Serrano atuou com portões fechados jogando em seu estádio, Atílio Marotti, durante 2013. Por problemas de estrutura, o estádio ainda não possui todos os laudos necessários para mandar uma partida com público. Uma das soluções para esses problemas seria a instalação das cadeiras do antigo Maracanã, que foram doadas ao clube, mas a falta de verbas para as obras inviabiliza a ação.

Com a série C do Campeonato Carioca em vista, o presidente, Alexandre Beck, confirmou que está tomando as medidas necessárias para poder receber seus torcedores nas partidas mandadas pelo clube de Petrópolis.

- Já havíamos conseguido as licenças, mas o Ministério Público nos pediu novos laudos, mais detalhados. Inclusive já começamos a fazer uma planta nova do estádio, com todas as recomendações para a liberação - afirmou o presidente.

O treinador da equipe, Edi Carlos, também falou sobre os problemas de mandar jogos sem torcedores. Em sua terceira passagem pelo clube, o comandante ainda não jogou com o apoio da torcida no estádio Atílio Marotti.

- Sinto que muitas vezes, nas outras temporadas, faltou um incentivo externo aos nossos jogadores. É bom olhar para a arquibancada e ver a torcida, sentir a vibração dos torcedores. Será o maior reforço do nosso time para este ano - declarou Edi Carlos.

A série C do Campeonato Carioca começa no dia 4 de maio. O Serrano está no grupo B junto com Duquecaxiense, Gonçalense, União de Marechal e Rubro. A equipe de Petrópolis estreia na competição jogando fora de casa contra o Duquecaxiense.