icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
24/07/2013
08:02

A chegada de Júlio Baptista ao Cruzeiro, que será confirmada esta quarta-feira pelo clube, tem o ex-jogador Serginho como interlocutor importante entre as partes.

O representante do meia é Alessandro Lucci, que foi o agente de Serginho quando ele jogou pelo Milan. Nas últimas semanas, ele entrou em contato com o brasileiro para que fosse apresentado aos dirigentes da Raposa e saber se o clube realmente tinha interesse na contratação de Baptista.

Serginho havia estreitado a relação com os mineiros recentemente, quando o clube negociou Vinícius Freitas com a Lazio (ITA). Na época, o ex-jogador também foi procurado pelos dirigentes italianos que queriam iniciar a negociação pelo jovem lateral-esquerdo.

Representante do Milan no Brasil, o ex-lateral-esquerdo apenas aproximou as partes, sem ter participado da transação.

Depois de ter uma sinalização positiva do Cruzeiro, Júlio Baptista deixou a Alemanha, onde passava férias, e foi para Málaga, na Espanha, no fim de semana, onde se encontrou com Alexandre Mattos, diretor da Raposa, para encaminhar o acerto.

No clube espanhol, Júlio Baptista recebia cerca de 2,7 milhões de euros (R$ 7,8 milhões) por temporada, o que equivale a um salário de R$ 650 mil por mês.

A chegada de Júlio Baptista ao Cruzeiro, que será confirmada esta quarta-feira pelo clube, tem o ex-jogador Serginho como interlocutor importante entre as partes.

O representante do meia é Alessandro Lucci, que foi o agente de Serginho quando ele jogou pelo Milan. Nas últimas semanas, ele entrou em contato com o brasileiro para que fosse apresentado aos dirigentes da Raposa e saber se o clube realmente tinha interesse na contratação de Baptista.

Serginho havia estreitado a relação com os mineiros recentemente, quando o clube negociou Vinícius Freitas com a Lazio (ITA). Na época, o ex-jogador também foi procurado pelos dirigentes italianos que queriam iniciar a negociação pelo jovem lateral-esquerdo.

Representante do Milan no Brasil, o ex-lateral-esquerdo apenas aproximou as partes, sem ter participado da transação.

Depois de ter uma sinalização positiva do Cruzeiro, Júlio Baptista deixou a Alemanha, onde passava férias, e foi para Málaga, na Espanha, no fim de semana, onde se encontrou com Alexandre Mattos, diretor da Raposa, para encaminhar o acerto.

No clube espanhol, Júlio Baptista recebia cerca de 2,7 milhões de euros (R$ 7,8 milhões) por temporada, o que equivale a um salário de R$ 650 mil por mês.