icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/07/2014
16:10

O Eibar, modesto clube que conseguiu pela primeira vez na história chegar à elite do Campeonato Espanhol, correu sério risco de ver o sonho ir por água abaixo, apenas por não ter capital financeiro suficiente. Mas depois de uma grande campanha, um sócio de 90 anos, mais velho que o próprio clube, comprou a ação decisiva para salvar o time. A equipe correu o risco de ser rebaixada à Terceira Divisão.

Segundo as leis espanholas, para estar na Primeira Divisão, cada clube deve ter um pouco mais de 2,1 milhões de euros (cerca de R$ 6,5 milhões) de capital social. Quantia alta para um clube de uma cidade de 27 mil habitantes e que tinha apenas 400 mil euros (R$ 1,2 milhão). Foi então feita uma campanha entre a população. Cada um poderia comprar ações de 50 euros (R$ 150), e o senhor Luis María Cendoya, sócio desde 1945, comprou a decisiva.

- Somos da Primeira Divisão agora dentro da lei. O Eibar conseguiu do seu jeito, com muitos acionistas pequenos. Normalmente as ampliações de capital acontecem com dinheiro de instituições ou um acionista majoritário. Mas o projeto continua, quem entrar, vai estar na história do Eibar. Essa será a nossa fortaleza - disse Alex Aranzabal, presidente do clube.

A maior parte dos compradores adquiriram apenas uma ação. Foram cerca de 8 mil no total, e não só da cidade. Na verdade, pessoas de 48 países resolveram ajudar o Eibar.