icons.title signature.placeholder David Nascimento
05/11/2014
09:02

O segundo jogo da semifinal desta quarta-feira à noite, entre Flamengo e Atlético-MG, pela Copa do Brasil, traz semelhanças com a situação vivida entre as equipes na Copa União de 1987. Jogo de ida no Maracanã, vantagem para a partida de volta do Rubro-Negro, favoritismo inicial do Galo... Autor do gol da classificação da equipe da Gávea à final de 87 (que renderia o título mais à frente), Renato Gaúcho relembrou a partida, que considera uma das mais marcantes da carreira, e apontou, mais uma vez, o Fla como favorito a chegar à decisão e conquistar o título.

– Atualmente, o elenco do Atlético-MG é superior ao do Flamengo. Mas sabe como é o Flamengo quando deixam ele chegar... Acredito que a partida mais importante entre as equipes foi a semifinal da Copa União de 1987, porque eu estava presente. Foi um jogo sensacional e considero como um dos mais importantes da minha carreira – afirmou Renato Gaúcho, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

O ex-jogador atuou mais tempo com a camisa do Flamengo do que com a do Atlético-MG. Pelo Rubro-Negro, foram 212 partidas e 68 gols marcados, nos anos de 1987, 1988, 1989, 1990, 1993, 1997 e 1998. Já pelo Galo, foram 15 jogos e quatro gols no ano de 1994. O ex-jogador falou do equilíbrio existente entre as equipes desde a época em que entrava em campo e ainda comparou com os elencos atuais:

– As partidas entre Flamengo e Atlético-MG, na minha época, eram confrontos sempre muito equilibrados. Tínhamos no Flamengo dez jogadores de Seleção Brasileira. E um deles era o Zico. Só por aí você tira uma base. O Flamengo de 1987, com todo respeito ao atual, era muito superior.

Em 87, o Flamengo passou pelo Atlético-MG na semi e conquistou o título. Será que a semelhança continuará até o fim desta vez?

-x-

BATE-BOLA Renato Gaúcho Exclusivo ao LANCE!

‘Os torcedores do Galo são fortes no Mineirão, mas o Fla é imbatível’

A torcida de Atlético-MG ou a do Flamengo faz mais a diferença para as vitórias das equipes no Mineirão ou no Maracanã?
Os torcedores do Atlético-MG são fortes dentro do Mineirão, faz pressão o tempo todo durante as partidas, mas igual aos torcedores do Flamengo não existe. A torcida do Flamengo é imbatível em todos os momentos.

Você acredita que foi melhor como jogador no período que defendeu as cores do Flamengo ou enquanto esteve no Atlético-MG?
Não tem nem muito o que pensar para responder a esta pergunta. Com a camisa do Flamengo, certamente fui melhor como jogador de futebol. Até porque joguei pouco tempo pelo Atlético-MG, por conta de várias lesões que acabei tendo durante o período que estive na equipe mineira.

Em sua visão, a rivalidade aumentou ou diminuiu no clássico entre Flamengo e Atlético-MG em comparação à sua época com os dias de hoje?
Acredito que a rivalidade nas partidas entre Flamengo e Atlético-MG era um pouco maior na minha época de jogador por conta dos craques que vestiam as duas camisas. Mas isso não quer dizer que hoje a rivalidade não exista nos confrontos entre cariocas e mineiros. Ela existe sim, é grande, mas acho que era maior no passado.

-x-

PODEM DECIDIR

Renato Gaúcho faz apostas para a semi

O segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil entre Flamengo e Atlético-MG, nesta quarta-feira à noite, no Mineirão, pode ser decidido por meio de jogadores importantes das duas equipes. E Renato Gaúcho fez suas apostas para esta partida. Segundo o ex-jogador, Everton pode decidir para o Rubro-Negro (ele ainda é dúvida para a partida, veja mais na página 7), e Diego Tardelli pode decidir para o Galo.

– Acredito que o Everton, pelo lado do Flamengo, e o Diego Tardelli, pelo Atlético-MG, podem ser os jogadores capazes de decidir a classificação para a final a favor das suas equipes neste segundo confronto da semifinal da Copa do Brasil – afirmou Renato Gaúcho.