icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/03/2014
18:38

O Manchester City tentou, brigou, foi valente, mas não conseguiu derrotar o Barcelona nesta quarta-feira dentro do Camp Nou pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Os Citizens mudaram o esquema, mas não reverteram o placar conquistado pelos catalães na ida por 2 a 0, na Inglaterra, e saiu com nova derrota. Desta vez por 2 a 1 com gols de Messi, destaque na partida, e Daniel Alves. Um fôlego para uma equipe que já estava prestes a entrar em crise.

Xavi, que foi titular, ainda igualou Seedorf em jogos europeus. Ambos têm 161. Paolo Maldini, lenda do Milan, tem 168.O adversário nas quartas de final será conhecido após o sorteio do dia 21 de março. No fim de semana, o Manchester City volta a entrar em campo pelo Campeonato Inglês. No sábado, visita o Hull. O Barcelona joga apenas no domingo, novamente no Camp Nou. Recebe o Osasuna.

O JOGO
Os dois técnicos resolveram mudar os seus esquemas para este jogo. O Manchester City veio com apenas um atacante, Agüero, e uma linha de três que vinha atrás, formada por Milner, Nasri e Silva. O Barcelona entrou com dois homens de frente, mas muito leves e com movimentação intensa: Messi e Neymar. Fàbregas encostava, enquanto Xavi e Iniesta eram os armadores, um de cada lado.

O resultado: muita intensidade, muita brigas, várias faltas, e poucas chances. O Barcelona até teve um gol (mal) anulado de Neymar no meio do primeiro tempo, mas foi praticamente um momento isolado. A partida ficou animada mesmo nos últimos 10 minutos, quando Silva isolou após boa jogada liderada por Yaya Touré.

Este lance acordou os dois times. Neymar teve belo lance na sequência, até deixando Kolarov no chão com drible de cabeça. O chute foi para fora. Logo depois Xavi assustou Hart, e o City assustou com boa troca de passes que resultou em chute de Nasri. Mas o jogo foi para o segundo tempo apenas como uma promessa de que iria melhorar.

Daniel Alves voltou a ser titular pelo Barcelona (Foto: Josep Lago/ AFP)

SEGUNDO TEMPO
A etapa final começou no mesmo ritmo em que terminou a inicial. Mas o City apresentou uma nova proposta, já que veio com o alto Dzeko no lugar de Agüero. Rapidamente o Barcelona colocou uma na trave com Messi, e um minuto depois o bósnio respondeu de cabeça obrigando Valdés a se esticar todo.

O City até ensaiou uma pressão, ficou no campo de ataque, mas não conseguiu concretizar em gol. Até que enfim, o ataque do Barça funcionou. Fàbregas recebeu na intermediária, viu Messi se infiltrar e tocou. O argentino aproveitou-se de falha de Lescott, e tirou de Hart com categoria para abrir o placar. Agora, o Manchester City precisava de três para se classificar.

Daí para o fim, o City mexeu mais com o técnico Rubén Cousillas, que comandou o time no lugar do suspenso Manuel Pellegrini, mas não havia mais fôlego. Quando Zabaleta foi expulso por muita reclamação, as fichas inglesas terminaram, e e nem o gol no fim de Kompany serviu para animar a equipe. Pelo contrário. Daniel Alves ainda fez o segundo após jogada de Iniesta. Agora, os Citizens brigam pelo Campeonato Inglês.

Neymar teve alguns bons momentos (Foto: Josep Lago/ AFP)

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 2x1 MANCHESTER CITY

Local: Camp Nou, em Barcelona
Data-hora: 12/03/2014, às 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Stéphane Lannoy (FRA)
Auxiliares: Frédéric Cano (FRA) e Michael Annonier (FRA)

GOLS: Messi (21'/2ºT), Kompany (42'/2ºT), Daniel Alves (44'/2ºT)

CARTÕES AMARELOS: Fernandinho (MCI), Kolarov (MCI), Zabaleta (MCI), Fàbregas (BAR), Kompany (MCI)
CARTÕES VERMELHOS: Zabaleta (MCI)

BARCELONA: Valdés, Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquets, Xabi, Iniesta e Fàbregas (Sergi Roberto, 40'/2ºT); Neymar (Sánchez, 34'/2ºT) e Messi. Técnico: Gerardo Martino
MANCHESTER CITY: Hart; Zabaleta, Kompany, Lescott e Kolarov; Fernandinho e Yaya Touré; Milner, David Silva (Negredo, 26'/2ºT) e Nasri (Navas, 29'/2ºT); Agüero (Dzeko, intervalo). Técnico: Rubén Cousillas