icons.title signature.placeholder Diego Neves
12/03/2014
15:36

O Quissamã anunciou nesta manhã que não entra em campo para o confronto contra o América-RJ, no Antônio Carneiro, pela sétima rodada da Série B do Carioca. De acordo com a diretoria, a decisão foi tomada mediante a falta de suporte financeiro para viabilizar a participação do clube na partida. Uma reunião marcada para esta tarde deve definir se o Quissamã permanece ou não disputando a competição fluminense.

Os problemas financeiros do Quissamã não chegam a ser novidades para os funcionários do clube. Procurado pela reportagem do LANCE!Net, o capitão do Quissamã, Gláucio, revelou o drama vivido pelos jogadores desde o início do ano. Atrasos salariais, ausência de estrutura e até mesmo a falta de comida são alguns dos ingredientes do filme de terror.

- A situação do Quissamã é insustentável. Tanto os jogadores quanto a comissão técnica ainda não receberam nada do clube neste ano.Teve ocasião em que fomos expulsos da pousada por dívida do clube com o estabelecimento, teve véspera de jogo que ficamos sem ter o que comer porque o clube não pagou a pensão. Nada do que foi nos prometido foi cumprido e nem vai ser. Internamente, inclusive, o clube já oficializou a desistência da Série B e agradeceu aos jogadores pelo serviço prestado. Um grande: 'boa noite, tchau' - disse.

O jogador afirmou ainda que integrantes da diretoria do clube confidenciaram aos funcionários que a crise financeira vivida pelo Quissamã foi agravada recentemente por um 'desvio de verbas' dos cofres da agremiação. O diretor de futebol do clube, Diones Silva, confirmou que o Alvianil passa por um momento de grandes dificuldades, mas nega que tenha faltado até comidas aos funcionários.

- Os problemas financeiras vividos pelo Quissamã são reais e devemos definir ainda hoje (quarta-feira) se o clube permanece ou não disputando a Série B. Por enquanto, a única decisão tomada é que não vamos para o jogo contra o América-RJ. Agora, é importante ressaltar que nem tudo o que tem se falado é verdade. Tivemos sempre a preocupação e cuidado para que não faltasse o básico para os jogadores. A comida sempre foi oferecida, sim. E é evidente que se não fosse os jogadores não teriam permanecido no clube por tanto tempo - discursou.

Caso o Quissamã confirme a desistência, o clube será automaticamente rebaixado para a Série C do Carioca. O clube que vinha fazendo campanha ruim na segunda divisão estadual neste ano - uma vitória e quatro derrotas - disputou na temporada passada pela primeira vez a Série A do Rio. Antes do início do torneio, América de Três Rio, Miguel Couto e Serra Macaense já haviam desistido do campeonato.