icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/11/2013
15:14

A crise pela qual atravessa o clube argentino Colón se agrava a cada dia. Agora sete jogadores da equipe foram despejados de suas residências por falta de pagamento de aluguel.

Lanterna do Torneio Inicial na Argentina, o Colón deve até sete meses de salários a jogadores e funcionários. O fato fez inclusive os jogadores realizarem uma greve no último dia 18 de novembro, quando eles se recusaram a entrar em campo para enfrentar o Atlético Rafaela.

- A situação dos meus companheiros é muito delicada, porque tiveram de deixar as suas casas. Eu, por exemplo, tenho cheques recusados desde março - assinalou Maximiliano Caire, um dos jogadores do Colón ao canal argentino Todo Notícias.

Os jogadores que foram despejados foram Curuchet, Graciani, Mansilla, Luis Castilla, Martín Luque, Alcoba e Carniello. O clube era o responsável pelo pagamento dos aluguéis.

O caso envolvendo os atletas do Colòn remete à ameaça de greve dos jogadores do Náutico, lanterna do Campeonato Brasileiro, e que também estão reivindicando pagamento de quantias atrasadas.