icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
07/04/2014
13:28

Os operários que trabalham na reforma do Engenhão entraram em greve. Na manhã desta segunda-feira, homens ligados ao Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada Intermunicipal do Rio de Janeiro (Sitraicp) distribuíram cartazes e folhetos com informações das exigências dos operários. A classe reivindica 10% de aumento salarial, cesta básica de R$ 300 e 100% de hora extra. Em contato com a reportagem do LANCE!Net, o presidente do Sitraicp falou sobre a situação.

- Não há previsão de volta ao trabalho enquanto não forem atendidas às reivindicações dos trabalhadores - disse Nilson Duarte.

Dentro do estádio, a movimentação das máquinas estava aparentemente interrompida. Havia funcionários, inclusive, assistindo ao treino do Botafogo nesta manhã.

A manifestação, porém, não é direcionada especificamente para as obras do Engenhão. A greve foi uma iniciativa dos trabalhadores da construção civil do Rio ligados ao Sitraicp. Operários do Parque Olímpico e de outras obras de grande parte espalhadas pelo Rio também cruzaram os braços nesta segunda-feira. 

No dia 26 de março o Engenhão completou um ano fechado. A previsão de entrega da obra, de acordo com a RioUrbe, é para o fim deste ano. Não há, porém, um mês específico para o término da reforma no estádio.