icons.title signature.placeholder Igor Siqueira e Thiago Correia
07/07/2014
11:41


O técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, deu pistas sobre como vai acabar com o mistério sobre o substituto de Neymar para o jogo contra a Alemanha, nesta terça-feira, pela semifinal da Copa do Mundo, no Mineirão. Mas, ao fim das contas, não deixou de bandeja o que realmente vai escolher.

A primeira opção foi simplesmente voltar com Luiz Gustavo, deixando o time com três volantes. Outra novidade foi a volta de Daniel Alves à equipe titular, devolvendo Maicon para o banco. Felipão surpreendeu começou a atividade desta segunda-feira com Julio César, Daniel Alves, David Luiz, Dante e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Fernandinho e Oscar; Hulk e Fred.

Só que, após cerca de 20 minutos fazendo um trabalho tático com a formação inicial, Scolari tirou Paulinho e colocou Willian. O meia passou a atuar pelo lado direito, enquanto Hulk foi deslocado para a esquerda. 

Mas Felipão não parou por aí nos testes. Poucos minutos depois, foi a vez de testar a entrada de Bernard, sacando Oscar, e a manutenção de Maicon, devolvendo Dani Alves para o lado dos reservas.

O técnico da Seleção Brasileira ainda trabalhou com uma quarta formação, quando saíram Willian e Fernandinho, dando lugar a Oscar e Hernanes.

Quebrando todos os recordes, Felipão mexeu de novo, agora com uma troca simples de centroavante: Fred deu lugar a Jô.

Os titulares não fazem um coletivo contra os reservas. O treinador fez um trabalho tático, de troca de passes e movimentação, sem adversário, no campo ao lado do principal. Após os diversos testes, os jogadores fizeram um rachão.

A Seleção Brasileira viaja nesta segunda-feira a Belo Horizonte. Felipão, Thiago Silva - que, mesmo suspenso, vai dar coletiva - e o diretor de comunicação, Rodrigo Paiva, irão antes da delegação, de helicóptero, para dar tempo de falarem com a imprensa. O resto do time sai de ônibus, às 15h.