icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/11/2013
14:10

A possível saída de Messi do Barcelona, dada como certa nesta sexta-feira pelo programa Punto Pelota, da emissora Intereconomía, vai trazer mudanças radicais no time. E quem deve sentir isso de perto, e rapidamente, será Neymar. Com a ida do argentino, o brasileiro é o principal candidato a herdar a condição de craque, mesmo que o Barça vá com força ao mercado. E talvez até a camisa 10, que já usa na Seleção Brasileira.

A tendência é que Neymar "transforme-se" em Messi. Tanto na função em campo, quanto fora dele. Deve ser o novo queridinho da torcida, principal personagem em ações de publicidade... Nas quatro linhas, caso Gerardo Martino permaneça com o esquema 4-3-3, com um falso 9 na frente, o seu atual camisa 11 é o homem mais indicado para atuar na função.

Desta forma, levando em consideração o elenco atual do clube, ainda sem ir ao mercado, Neymar seria a referência principal na frente, ao invés de cair mais pela esquerda, como faz atualmente. Essa função ficaria com Pedro ou Sánchez, que podem atuar pelos dois lados. O brasileiro ficaria totalmente livre para voltar e buscar jogo, movimentar-se, partir para o ataque, buscar o jogo individual e coletivo.

Outra situação seria tentar aplicar o 4-4-2, com um losango no meio. Desta forma, Busquets seria o volante, Xavi e Iniesta ficam como armadores, e Fàbregas encostando mais no ataque, até dando a alternativa de mudar o time para o esquema acima, alternando com o brasileiro a função de falso 9. Neymar e Sánchez (ou Pedro) formam a dupla de ataque, cada um vindo de um lado.