icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
22/12/2013
09:06

Contratado em agosto pelo Santos, Everton Costa passou pouco tempo no clube e quase não teve paz. Questionado desde o início por dizer que “não era de fazer gols”, o atacante foi muito contestado pela torcida, que não engolia as justificativas de Claudinei Oliveira para escalá-lo como titular. O técnico gostava de exaltar a importância tática do jogador, emprestado pelo Coritiba.

De saída do Peixe, Everton diz não ter mágoas do clube e dos torcedores, nem se diz injustiçado. Mas ele não esconde a chateação.

– Sou jogador de futebol, tenho que conviver com críticas e não levo isso para dentro de campo. Mas o cara fica triste, é claro. Se o time ganhava, ganhava todo mundo, mas se perdia, falavam que a culpa era minha – disse, em entrevista ao L!Net.

O jogador, que em 17 jogos pelo Peixe fez dois gols, ainda completa:

– Eu poderia ter realizado coisas diferentes, feito mais gols talvez... Mas, de resto, acho que fui bem, obedeci o treinador e fiz o que pude. Saio de cabeça erguida – comentou.

Everton Costa ainda não sabe se será aproveitado no Coxa ou repassado a outro clube, mas diz estar tranquilo. Jorge Machado, agente do atleta, afirma ter recebido sondagens de um clube do México.

– Como tenho contrato com o Coritiba até o fim de 2014, estou bem calmo. Se estivesse desempregado, aí sim estaria preocupado – disse.