icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
24/04/2014
18:16

Depois de reencontrar o caminho das vitórias usando sua especialidade para finalizar Andy Ogle no UFC de Jaraguá do Sul, em fevereiro, Charles do Bronx vive boa fase tanto dentro quanto fora do octógono. Se no evento o brasileiro já pensa em definir seu próximo compromisso rumo a segunda vitória consecutiva, fora do mundo das lutas o paulista acabou de se casar. Feliz da vida, o peso-pena curte a vida de recém-casado, mas sem deixar de lado seu outro amor: o MMA.

Em entrevista ao LANCE!Net durante um evento da Integralmédica, em São Paulo, o lutador explicou como tem sido sua rotina à espera de uma convocação do Ultimate.

- Venho de vitória, estou super feliz. Estava precisando de um momento como esse. Depois da luta, veio meu casamento e tudo mais... É um momento especial, mas continuo firme no treinamento, esperando o UFC me convidar para lutar de novo. Estou esperando um top 10 da categoria pela frente. Quero um cara bom para mostrar meu serviço e sair com a vitória de novo - declarou o atleta.

Ao ser perguntado se tinha algum adversário em mente, Charles Oliveira não pensou duas vezes antes de apontar para seus últimos carrascos no maior evento de MMA do mundo: Cub Swanson e Frankie Edgar. Porém, ambos têm compromissos marcados. O primeiro enfrenta Jeremy Stephens no UFC San Antonio, dia 28 de junho; o segundo encara BJ Penn, dia 6 de julho, em Las Vegas.

- Respeito todos os meus adversários, mas espero que o UFC me dê essa oportunidade de lutar de novo contra o Cub Swanson. Tive uma lesão antes da luta faltando 15 minutos para entrar. Não falei pra ninguém, os caras que estavam no vestiário comigo que falaram e viram minha lesão. Não lutei bem e quero ter a oportunidade de lutar com ele de novo. Contra o Frank Edgar não é diferente. Quero ter essa chance, acabei com uma guilhotina encaixada no fim do round... Acho que ganhei o primeiro e podiam ter me dado o segundo. Pequei em não trabalhar na distância, mas se a gente se encontrar de novo o resultado vai ser diferente e vou vencer - decretou.

Para reafirmar sua capacidade de cumprir desafios maiores na carreira, Do Bronx insiste em se recordar do confronto com Edgar no UFC 162, em julho passado. Na ocasião, o americano superou Charles na decisão unânime dos juízes naquela que foi eleita a "melhor luta da noite".

Charles Oliveira aguarda chamado para retorno ao UFC (FOTO: Luis Fernando Coutinho)

- Minha luta contra o Frank mostrou muita coisa. Provei que posso tomar pancada e ficar de pé. Posso lutar com trocador, colocar para baixo. Logo depois, venci o Andy Ogle. Botei ele pra baixo, e foi uma grande luta pra mostrar que estou vivo na categoria. Se Deus quiser, vou chegar lá e ser campeão ainda. É tudo no momento que Deus quer. Não adianta ter pressa. Quero estar lutando, andar sempre pra frente, fazendo o meu trabalho, e mostrando serviço - explicou.

Oliveira ainda analisou a disputa entre Frankie Edgar e BJ Penn, que são técnicos da edição de número 19 do The Ultimate Fighter. O brasileiro lembrou de seu início no esporte, quando Penn era o campeão dominante dos leves. 

- Quando comecei no MMA, só se falava em BJ Penn. Eu dizia aos meus treinadores: "um dia tenho de lutar com esse cara, seria uma honra". Aí o Frank o venceu duas vezes, tomou o título, e agora o BJ merece essa luta. Acho que vai ser totalmente diferente dos primeiros encontros e espero que o BJ possa vencer. Ele deve chegar mais maduro e com um jogo mais estudado para bater o Frankie - finalizou.