icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/07/2014
16:00

Sem uma investida no mercado durante a parada da Copa do Mundo, o Atlético-PR vai apostar no que tem em casa para solucionar os seus problemas na defesa e no meio de campo. Garotos da base foram promovidos ao time profissional, e alguns jogadores estão recuperados de lesão. O setor que vai receber mais 'reforços' é a zaga, que antes da Copa contava com apenas quatro nomes: Cleberson, Dráusio, Léo Pereira e Lucas Alves. Agora vai contar também com os jovens Rafael Zuchi e Ricardo Silva.

- Esta é uma disputa saudável, né? Ninguém quer derrubar ninguém aqui. É questão de oportunidade. O cara que está jogando tem que aproveitar a oportunidade, tem que dar o máximo para se manter no time. Quando a oportunidade aparecer é só agarrar com todas as forças e manter - afirmou Rafael Zuchi, que está há um ano sem jogar devido a lesões.

Além dos jogadores recuperados de lesão, outras novidades vêm da base do clube. Com a saída de Felipe e Zezinho para Figueirense e Chapecoense, respectivamente, o Furacão ficou com apenas três jogadores no setor de criação da equipe: Guilherme, Bady e Nathan. Agora esse número subiu para cinco, pois, Gustavo Marmentini e Marco Damasceno, que estavam atuando pelo time sub-20, subiram para reforçar a equipe profissional.

O próximo compromisso do Furacão vai ser no dia 16 de julho, contra o Flamengo. O mando de jogo é do rubro negro carioca, porém ainda não se sabe onde a partida ocorrerá.