icons.title signature.placeholder Russel Dias
17/06/2014
07:00

O técnico Oswaldo de Oliveira pediu reforços à diretoria do Santos antes da parada do Campeonato Brasileiro, mas até agora só foi atendido com o volante Souza, que estava no Cruzeiro.

Para sair da décima posição do Brasileirão e ter outra postura dentro de campo, o treinador terá de mexer no time tendo em mãos exatamente as mesmas peças. Amenizando a falta de contratações, Oswaldo contará com pelo menos nove jogadores que não estavam na equipe que venceu o Criciúma, na nona rodada.

Sete atletas deixam o departamento médico e pelo menos cinco tem condições de serem titulares. Com o retorno dos jogadores que estavam ausentes, mudanças na escalação do Peixe devem ser promovidas, da defesa até o ataque.

Começando pela zaga, o capitão Edu Dracena estará a disposição logo após a Copa do Mundo, e deve ficar com uma vaga na defesa. Gustavo Henrique, que retoma os trabalhos de campo em setembro, também deve ser titular.

Como é de se esperar, Mena reassume a lateral, mas no meio de campo a disputa será quente. Com a saída de Cícero, Souza, Alison e Alan Santos devem disputar uma posição, já que Renato não teve boa sequência nas suas partidas.


Na frente, Geuvânio perdeu a vaga, e Rildo, Thiago Ribeiro e Leandro Damião finalizam a recuperação de suas respectivas lesões. Com a ascensão de Gabriel, outra disputa deve acontecer no trio de ataque, também pela possibilidade de Thiago Ribeiro sair.

Fato é que para o Santos brigar por maiores objetivos no Campeonato Brasileiro, terá que adotar outra postura durante os treinamentos em São José dos Campos. Para Oswaldo, resta saber quais jogadores farão a diferença e quem não tem mais lugar no time. Em nove rodadas do Nacional, o Peixe venceu apenas três.