icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2013
08:02

Um clássico envolvendo São Paulo e Corinthians já chama atenções. Caso um título esteja em disputa, o fervor aumenta. E nesta quarta-feira, o Majestoso vale uma conquista internacional para um dos grandes do futebol brasileiro. No estádio do Morumbi, às 21h50, o Tricolor e o Timão se enfrentam pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana. A volta acontece daqui a duas semanas, dias 17, no Pacaembu.

O torneio reúne o campeão da Copa Libertadores, no caso o Corinthians, e o vencedor da Copa Sul-Americana, o São Paulo, que faturaram as taças na temporada anterior. Pelo lado alvinegro, o técnico Tite não poderá contar com o volante Paulinho, negociado com o Tottenham (ING). Já o São Paulo busca se recuperar dos fracassos no primeiro semestre.

Na pausa para a disputa da Copa das Confederações, o elenco são-paulino teve dez dias férias e voltou aos treinamentos no último dia 24. E logo na primeira semana, dois clássicos seguidos: Corinthians na quarta e, no final de semana, o Santos - este pelo Brasileirão. Pressionado, o técnico Ney Franco já foi avisado pela cúpula tricolor de que a sua permanência depende da conquista deste título.

Para isso, o treinador terá de bater um longo tabu: neste século, o Corinthians venceu todos os mata-matas contra o São Paulo. O último revés alvinegro foi há 13 anos. No ano, as duas equipes se enfrentaram em duas oportunidades, ambas pelo torneio estadual. Na fase de classificação, vitória do Timão por 2 a 1. Já na semifinal, empate no tempo normal e derrota do clube do Morumbi nas cobranças de pênalti.

Para conquistar um bom resultado, o São Paulo poderá contar com o seu principal atacante Luis Fabiano. Poupado do amistoso contra o Flamengo, o camisa 9 concedeu entrevista coletiva e apaziguou a relação com a diretoria tricolor. Já o meia Jadson, que disputou a Copa das Confederações, está de volta ao meio-campo da equipe. Com a Seleção Brasileira, o camisa 10 viu o elo com a torcida crescer e impulsionar a equipe, diminuindo a descrença. Agora, o jogador pretende trazer o mesmo espírito ao Morumbi.

- O pensamento dos jogadores é o mesmo, é ganhar titulos, jogos. Para você ter tranquilidade e a torcida voltar a confiar, isso vem com vitórias. A cada jogo temos que vencer. Não precisa nem vencer jogando bonito, mas mostrando dedicação, empenho, já vale muito. Tenho certeza que todos vão com o mesmo pensamento - disse o jogador, durante entrevista coletiva.

Contratado para o segundo semestre, o lateral-esquerdo Clemente Rodríguez ainda é desfalque para o jogo, por conta da expulsão na última partida, ainda pelo Boca Juniors (ARG), contra o Newell's Old Boys, pelas quartas de final da Libertadores. Com isso, Juan permanece na posição. Recuperado de lesão, Rafael Toloi volta ao time.

Já no Timão, o principal desfalque é Alessandro, que segue em recuperação de uma lesão muscular. Edenilson entra no time. O sangue jovem da equipe será representado também por Guilherme, eleito por Tite como o novo dono da posição de segundo volante, que era de Paulinho. No mais, o time é o mesmo que vinha jogando no primeiro semestre, com Pato no banco de reservas.

- Depois de ser campeão do mundo e campeão paulista a gente não parou, mentalmente não parou. Deu para descansar estas semanas sem jogos e agora todo mundo chega fresco e mais tranquilo. Será um jogo difícil e temos de encarar como um jogo importante - disse Guerrero.

FICHA TÉCNICA

LOCAL: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
DATA/HORÁRIO: 3/7/2013, às 21h50
ÁRBITRO: Ricardo Marques (MG)
ASSISTENTES: Marcelo Van Gasse e Kléber Lúcio Gil

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Juan; Denilson, Rodrigo Caio, Jadson e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

CORINTHIANS: Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Danilo e Romarinho; Emerson e Guerrero. Técnico: Tite.


Um clássico envolvendo São Paulo e Corinthians já chama atenções. Caso um título esteja em disputa, o fervor aumenta. E nesta quarta-feira, o Majestoso vale uma conquista internacional para um dos grandes do futebol brasileiro. No estádio do Morumbi, às 21h50, o Tricolor e o Timão se enfrentam pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana. A volta acontece daqui a duas semanas, dias 17, no Pacaembu.

O torneio reúne o campeão da Copa Libertadores, no caso o Corinthians, e o vencedor da Copa Sul-Americana, o São Paulo, que faturaram as taças na temporada anterior. Pelo lado alvinegro, o técnico Tite não poderá contar com o volante Paulinho, negociado com o Tottenham (ING). Já o São Paulo busca se recuperar dos fracassos no primeiro semestre.

Na pausa para a disputa da Copa das Confederações, o elenco são-paulino teve dez dias férias e voltou aos treinamentos no último dia 24. E logo na primeira semana, dois clássicos seguidos: Corinthians na quarta e, no final de semana, o Santos - este pelo Brasileirão. Pressionado, o técnico Ney Franco já foi avisado pela cúpula tricolor de que a sua permanência depende da conquista deste título.

Para isso, o treinador terá de bater um longo tabu: neste século, o Corinthians venceu todos os mata-matas contra o São Paulo. O último revés alvinegro foi há 13 anos. No ano, as duas equipes se enfrentaram em duas oportunidades, ambas pelo torneio estadual. Na fase de classificação, vitória do Timão por 2 a 1. Já na semifinal, empate no tempo normal e derrota do clube do Morumbi nas cobranças de pênalti.

Para conquistar um bom resultado, o São Paulo poderá contar com o seu principal atacante Luis Fabiano. Poupado do amistoso contra o Flamengo, o camisa 9 concedeu entrevista coletiva e apaziguou a relação com a diretoria tricolor. Já o meia Jadson, que disputou a Copa das Confederações, está de volta ao meio-campo da equipe. Com a Seleção Brasileira, o camisa 10 viu o elo com a torcida crescer e impulsionar a equipe, diminuindo a descrença. Agora, o jogador pretende trazer o mesmo espírito ao Morumbi.

- O pensamento dos jogadores é o mesmo, é ganhar titulos, jogos. Para você ter tranquilidade e a torcida voltar a confiar, isso vem com vitórias. A cada jogo temos que vencer. Não precisa nem vencer jogando bonito, mas mostrando dedicação, empenho, já vale muito. Tenho certeza que todos vão com o mesmo pensamento - disse o jogador, durante entrevista coletiva.

Contratado para o segundo semestre, o lateral-esquerdo Clemente Rodríguez ainda é desfalque para o jogo, por conta da expulsão na última partida, ainda pelo Boca Juniors (ARG), contra o Newell's Old Boys, pelas quartas de final da Libertadores. Com isso, Juan permanece na posição. Recuperado de lesão, Rafael Toloi volta ao time.

Já no Timão, o principal desfalque é Alessandro, que segue em recuperação de uma lesão muscular. Edenilson entra no time. O sangue jovem da equipe será representado também por Guilherme, eleito por Tite como o novo dono da posição de segundo volante, que era de Paulinho. No mais, o time é o mesmo que vinha jogando no primeiro semestre, com Pato no banco de reservas.

- Depois de ser campeão do mundo e campeão paulista a gente não parou, mentalmente não parou. Deu para descansar estas semanas sem jogos e agora todo mundo chega fresco e mais tranquilo. Será um jogo difícil e temos de encarar como um jogo importante - disse Guerrero.

FICHA TÉCNICA

LOCAL: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
DATA/HORÁRIO: 3/7/2013, às 21h50
ÁRBITRO: Ricardo Marques (MG)
ASSISTENTES: Marcelo Van Gasse e Kléber Lúcio Gil

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Juan; Denilson, Rodrigo Caio, Jadson e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

CORINTHIANS: Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Danilo e Romarinho; Emerson e Guerrero. Técnico: Tite.