icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2014
07:00

De goleiro titular à terceira opção no elenco. Este é o cenário vivido por Felipe no Flamengo nos últimos dias, após a saída de Ney Franco e a chegada de Vanderlei Luxemburgo como técnico rubro-negro. O camisa 1 da Gávea, inclusive, está treinando separado do elenco e pode deixar o clube (confira mais ao lado). De acordo com o treinador, Felipe terá de correr atrás para reconquistar o espaço.

– O Felipe joga, sem problema nenhum. Mas, no momento, o meu jogador é o Paulo Victor e o segundo é o César. Foi uma opção minha, é o que quero neste momento. Na frente, aí não depende de mim e sim dele. Terá de correr atrás, trabalhar. Não tenho nada contra ele. Não foi feito nada pessoal. Simplesmente é uma atuação na parte da equipe, mas ele pertence ao elenco – disse Luxemburgo, à Rádio Tupi.


Paulo Victor é o atual titular do gol do Flamengo (Foto: Bruno de Lima/ LANCE!Press)

Felipe sequer foi relacionado por Vanderlei Luxemburgo para o clássico contra o Botafogo, no último domingo. A mudança no dono do gol do Flamengo foi apenas uma das alterações promovidas pelo treinador na estreia na equipe, comparando com a derrota para o Internacional, que marcou a despedida de Ney Franco. Luxemburgo comentou sobre estas mudanças.




– O Márcio Araújo e o Recife ficaram no banco contra o Botafogo. Já o Felipe, não. Optei por Paulo Victor e o César para o clássico. Mas o Felipe está com a gente no elenco. O André Santos e o Elano são assuntos da diretoria, que está tratando, e vamos ver o que acontece no futuro para todos – afirmou.

E MAIS
- Flamengo tenta alternativa para a situação de André Santos
- Inter alegará ao STJD que André Santos deixou Beira-Rio sem avisar

LANCE!TV:
> Nova fase! Veja quem está bem na fita com Luxemburgo
> Bandeira: Robinho só com ajuda de patrocinadores
> Luxemburgo comemora mudança de clima do Flamengo


Vale lembrar que o goleiro Felipe vem sendo alvo de críticas por parte da torcida do Flamengo, já que está sendo personagem de falhas que estão prejudicando o clube na temporada, como por exemplo no primeiro gol do Atlético-PR na partida que marcou o retorno do Campeonato Brasileiro após a paralisação para a Copa do Mundo.