icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2013
17:40

Com a lesão do atacante André Lima - torceu o joelho esquerdo e ficará em tratamento até o fim do ano -, o técnico Caio Junior precisará olhar para o seu próprio elenco em busca de opções para preencher o espaço. Para o jogo desta quinta, contra o Botafogo, no Maracanã, o treinador voltou a relacionar os atacantes Leilson e Rômulo.

Leílson, revelado pelo Rubro-Negro, está afastado desde o fim de março, devido a lesões sucessivas. Recuperado das contusões, o jogador espera estar voltando de vez ao time.

- Meu ano passado foi conturbado, e esse ano começou também. Só Deus sabe o que eu passei. Já tenho quase seis meses sem jogar, mas creio que a maré de azar já passou. Desta vez é obter sequência. A lesão já sarou há alguns meses, mas desta vez, eu não voltei de vez. Tive uma semana passada boa, porque fiz um bom coletivo. Estou ganhando ritmo e sei que o Vitória vem fazendo um campeonato muito bom - disse.


Com a lesão do atacante André Lima - torceu o joelho esquerdo e ficará em tratamento até o fim do ano -, o técnico Caio Junior precisará olhar para o seu próprio elenco em busca de opções para preencher o espaço. Para o jogo desta quinta, contra o Botafogo, no Maracanã, o treinador voltou a relacionar os atacantes Leilson e Rômulo.

Leílson, revelado pelo Rubro-Negro, está afastado desde o fim de março, devido a lesões sucessivas. Recuperado das contusões, o jogador espera estar voltando de vez ao time.

- Meu ano passado foi conturbado, e esse ano começou também. Só Deus sabe o que eu passei. Já tenho quase seis meses sem jogar, mas creio que a maré de azar já passou. Desta vez é obter sequência. A lesão já sarou há alguns meses, mas desta vez, eu não voltei de vez. Tive uma semana passada boa, porque fiz um bom coletivo. Estou ganhando ritmo e sei que o Vitória vem fazendo um campeonato muito bom - disse.