icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena
30/12/2013
16:55

O zagueiro Vilson não chegou a um acordo para renovar seu contrato com o Palmeiras e é o sexto jogador a se despedir do clube após a conquista da Série B. Os outros foram o volante Léo Gago, o lateral-esquerdo Fernandinho, os meias Ronny e Rondinelly e o atacante Ananias - todos tinham vínculo até 31 de dezembro, assim como o defensor. Cruzeiro e Internacional são as opções brasileiras, mas são grandes as chances de transferência do defensor para o exterior.

- Está descartada a reapresentação dele. O Vilson quis ficar, mas não houve uma valorização. Felizmente ele é um jogador que tem mercado, então vamos partir para outra - disse ao LANCE!Net o advogado do jogador, Tiago Faria.

Vilson chegou ao Verdão em fevereiro, envolvido na negociação que levou o atacante Barcos ao Grêmio. Ele rescindiu com o clube de Porto Alegre e fechou com o Palmeiras um contrato em definitivo até o fim deste ano, com aumento salarial já previsto em caso de renovação. A diretoria alviverde, no entanto, ofereceu menos que o combinado.

As conversas para ampliar o vínculo começaram quando a negociação de Vilson com o Stuttgart (ALE) naufragou, no meio da temporada. Inicialmente, o Alviverde ofereceu três anos de contrato. A última proposta foi de uma temporada, com ganhos por produtividade, e também não interessou.

Pessoas ligadas à diretoria dizem que a lesão no joelho esquerdo do jogador é grave, o que desanimou a comissão técnica - o departamento médico do clube não confirma a informação. Em 2013, ele passou por uma artroscopia no local e depois sofreu com uma tendinite que o tirou da parte final da temporada. Ao todo, foram 32 jogos e seis gols.

Outros seis atletas seguem com futuro indefinido: o goleiro Bruno, os volantes Wendel, Charles e Márcio Araújo, o zagueiro André Luiz e o atacante Leandro. Desta lista, os dois primeiros são os mais próximos de renovar. O volante Marcelo Oliveira foi o único a oficializar a permanência.