icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
11:59

A Ponte Preta avisou em seu site oficial que dá por encerrada a negociação com o Palmeiras por Maikon Leite, Tiago Real e Wellington. Os clubes vinham negociando nesta semana a ida dos jogadores por empréstimo até o final do ano, mas as partes não chegaram a um acordo sobre a parte financeira, e, com isso, o trio segue - ao menos por enquanto - na Academia de Futebol.

Inicialmente, a ideia da Macaca era contar apenas com o atacante, que perdeu espaço no elenco de Gilson Kleina. A ideia de diminuir o grupo alviverde, que hoje tem 44 atletas, contudo, fez com que o Verdão tentasse envolver na negociação o armador, que chegou a ser titular no começo da Série B, e o jovem zagueiro, que esteve emprestado durante o Campeonato Paulista.

Segundo Ocimar Bolicenho, executivo de futebol da Macaca, foram feitas duas propostas, uma só para ter o atacante, e outra com os jogadores que o Verdão tentou envolver. Segundo ele, porém, o Verdão pediu mais em ambas as ofertas e a Ponte preferiu manter a postura de não passar do seu teto salarial - hoje em cerca de R$ 80 mil.

"A diretoria de Futebol da Macaca chegou ao limite financeiro possível nas propostas feitas ao clube da capital, no entanto o Palmeiras considera que são necessários mais recursos do que os oferecidos pela Ponte. Desta forma, o clube, que mantém a postura de administração responsável, na qual não ultrapassa os limites estabelecidos no orçamento da instituição, encerrou as negociações com a equipe palmeirense", anunciou a Macaca.

Além da Ponte, o Náutico era outro clube que havia demonstrado interesse ao menos em Maikon Leite e Tiago Real. Para o camisa 7, esta é a segunda negociação que não dá certo: o jogador tinha encaminhada sua ida para o Umm-Salal, do Qatar, mas o clube não cumpriu com aquilo antes estabelecido, e o acerto não aconteceu. Os jogadores não têm sido utilizados nesta volta da Série B e tinham demonstrado interesse em receber uma chance de atuar, especialmente na Primeira Divisão.

A Ponte Preta avisou em seu site oficial que dá por encerrada a negociação com o Palmeiras por Maikon Leite, Tiago Real e Wellington. Os clubes vinham negociando nesta semana a ida dos jogadores por empréstimo até o final do ano, mas as partes não chegaram a um acordo sobre a parte financeira, e, com isso, o trio segue - ao menos por enquanto - na Academia de Futebol.

Inicialmente, a ideia da Macaca era contar apenas com o atacante, que perdeu espaço no elenco de Gilson Kleina. A ideia de diminuir o grupo alviverde, que hoje tem 44 atletas, contudo, fez com que o Verdão tentasse envolver na negociação o armador, que chegou a ser titular no começo da Série B, e o jovem zagueiro, que esteve emprestado durante o Campeonato Paulista.

Segundo Ocimar Bolicenho, executivo de futebol da Macaca, foram feitas duas propostas, uma só para ter o atacante, e outra com os jogadores que o Verdão tentou envolver. Segundo ele, porém, o Verdão pediu mais em ambas as ofertas e a Ponte preferiu manter a postura de não passar do seu teto salarial - hoje em cerca de R$ 80 mil.

"A diretoria de Futebol da Macaca chegou ao limite financeiro possível nas propostas feitas ao clube da capital, no entanto o Palmeiras considera que são necessários mais recursos do que os oferecidos pela Ponte. Desta forma, o clube, que mantém a postura de administração responsável, na qual não ultrapassa os limites estabelecidos no orçamento da instituição, encerrou as negociações com a equipe palmeirense", anunciou a Macaca.

Além da Ponte, o Náutico era outro clube que havia demonstrado interesse ao menos em Maikon Leite e Tiago Real. Para o camisa 7, esta é a segunda negociação que não dá certo: o jogador tinha encaminhada sua ida para o Umm-Salal, do Qatar, mas o clube não cumpriu com aquilo antes estabelecido, e o acerto não aconteceu. Os jogadores não têm sido utilizados nesta volta da Série B e tinham demonstrado interesse em receber uma chance de atuar, especialmente na Primeira Divisão.