icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
11:30

Apenas três dias após a Copa do Mundo, Vctor e Jô foram os reforços do Atlético-MG no primeiro jogo da Recopa Sul-Americana, nesta última quarta-feira, contra o Lanús, em que terminou com a vitória alvinegra por 1 a 0 na Argentina. Enquanto o camisa 1 retornou ao time titular desde o início do jogo, o atacante entrou no segundo tempo, melhorou o jogo do Galo, mas pecou na hora da finalização e saiu de campo sem marcar. O jogo em branco, no entanto, não desanimou Jô, que valorizou a força de vontade do grupo alvinegro.

- O que importa é a força de vontade. Estava em uma tristeza (pelo Brasil na Copa do Mundo), mas vim para cá (Argentina) e na primeira partida dessa final conseguimos um bom resultado para todo mundo - comentou o atacante Jô.

MAIS:
> Cerca de 40 mil pessoas já estão garantidas na decisão no Mineirão
> Diego Tardelli lembra gol em 2013 e cita malandragem alvinegra
> Guilherme comenta saída do banco para resolver jogo para o Atlético

Apesar de não ter sido muito requisitado contra o Lanús, o goleiro Victor citou o calendário brasileiro ao falar da correria por mal ter terminado a Copa e já ter servido o Atlético em uma decisão continental. Sobre o jogo, o goleiro falou sobre as chances que o time mineiro teve de definir por completo a Recopa já no primeiro jogo, mas valorizou a partida fora de casa contra os argentinos.

- Esse é o nosso calendário, não dá pra escolher jogo, mas a vitória foi mais importante. Levamos a decisão pro Mineirão. Poderíamos até ter saído com uma vantagem maior, mas jogar aqui na Argentina é isso mesmo. De todas as dificuldades, 1 a 0 foi muito bom pra nós - disse o goleiro.