icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/06/2014
15:23

Os iranianos têm a consciência de que se forem jogar de igual para igual com qualquer seleção do Grupo F a possibilidade de sair com a derrota aumenta, portanto os trabalhos do técnico Carlos Queiroz tem sido focados na parte defensiva.

Quem imagina que essa marcação será feita de forma individual se engana, a comissão técnica do Team Melli garante que o time vai fazer a defesa por zona, inclusive quando for encarar a temida Argentina, de Lionel Messi.

O zagueiro iraniano, Sadeghi disse que a palavra de ordem é 'atenção' durante os 90 minutos de jogo.

- Nosso técnico sempre afirmou que devemos focar na defesa por zona, mais do que em um jogador específico do outro time. Temos de prestar muita atenção, e não vamos deixar de fazer isso por um minuto sequer. Com muita concentração, vamos superar a Nigéria – disse Sadeghi.

Companheiro de zaga de Sadeghi, Montazeri deixou claro que nem mesmo Messi, eleito quatro vezes o melhor jogador do mundo, vai receber marcação individual.

- Messi é o melhor jogador do mundo, e é impossível achar que poderíamos pará-lo com um jogador só na marcação. Temos nosso plano para ele, e vamos provar isso no jogo. Podemos parar não só ele, mas também a seleção argentina – analizou Montazeri.

O treinador Carlos Queiroz acredita que é possível jogar um futebol que anime os torcedores mesmo priorizando a parte defensiva.

- Podemos jogar um bom futebol mesmo na defesa. Ninguém espera uma copa do mundo com pessoas irresponsáveis. Uma coisa é defender, outra é jogar o futebol negativo - finalizou Queiroz, em entrevista coletiva.

A estreia do Irã será nesta segunda-feira, às 16h, na Arena da Baixada, em Curitiba.