icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/02/2015
21:56

A Seleção Brasileira Sub-20 despediu-se melancolicamente neste sábado do Campeonato Sul-Americano da categoria. Repetindo exaustivamente os erros de toda a competição, a equipe comandada por Alexandre Gallo foi facilmente goleada por 3 a 0 para a Colômbia, com gols de Junior Barrera e Joao Rodríguez, no Estádio Centenário, em Montevidéu (URU).

Com o resultado, o Brasil encerra sua campanha no Hexagonal Final apenas na quarta colocação. Ainda assim, está classificada para a disputa do Mundial Sub-20.

O JOGO

A finalização de Thalles logo aos 15 segundos deu a impressão de que a Seleção iria ter um desempenho completamente diferente daquele apresentado em todo o Sul-Americano. Porém, tudo não passou de uma ilusão. Logo, os velhos erros de passes e os constantes abusos de jogadas individuais tomaram conta da equipe de Alexandre Gallo e abriram espaço para tentativas da Colômbia.

Após arrancada pela direita, Junior Barrera encheu o pé e exigiu Marcos. Em seguida, a zaga canarinho permitiu que Tello cabeceasse por cima do gol. Aos poucos, os colombianos foram esbarrando em suas próprias limitações e tornaram a partida fraca tecnicamente. O Brasil esboçou uma reação, mas viu Yuri Mamute e Thalles tropeçarem em suas próprias pernas ao serem lançados, e apenas ameaçou de fato aos 38 minutos. Dentro da área, Lucas Evangelista concluiu duas vezes na mesma jogada, mas a defesa da Colômbia levou a melhor.

Com mais disposição, o Brasil voltou do intervalo buscando jogadas com Thalles e Caju, e exigiu Montero em finalização de Nathan. Mas, aos poucos, a Colômbia conseguiu neutralizar as tentativas brasileiras e voltar a tomar as rédeas do duelo.

Incisiva especialmente pelos lados, a Colômbia ameaçou com conclusão de Otero. Até, aos 12, abrir o placar em uma pane da Seleção Sub-20. Zapata conseguiu levar a melhor sobre Caju e arriscou o cruzamento rasteiro. Diante de uma zaga estática, Marcos saiu da meta e espalmou nas mãos de Junior Barrera, que livrou-se dos adversários encheu o pé para marcar.

Com a desvantagem, Gallo promoveu a entrada de Malcolm no lugar de Yuri Mamute. Porém, o Brasil continuou a partir atabalhoadamente para a frente e esbarrou em sua ansiedade. Já os colombianos aproveitavam os erros brasileiros e encontravam chances. Morelios desperdiçou finalização com Marcos caído. Zapata, livre, deu cabeçada por cima do gol.

Só que, aos 28 minutos, Joao Rodríguez não errou a pontaria. Em seu primeiro lance após substituir Zapata, o colombiano aproveitou buraco na esquerda brasileira e avançou até a grande área, para tocar na saída do goleiro Marcos. Com amplo domínio diante de um Brasil apático, a Colômbia ainda encerrou em grande estilo sua partida. Novamente lançado, Rodríguez aproveitou a desatenção da dupla de zaga brasileira e, com um toquinho por cobertura, sacramentou a vitória da Colômbia por 3 a 0.