icons.title signature.placeholder Valdomiro Neto
14/06/2014
13:18


A delegação francesa chegou a Porto Alegre na tarde deste sábado com chuva, frio e muita festa. Quando o ônibus estacionou na entrada do hotel Holiday Inn, na zona leste da cidade, começaram os gritos. O primeiro a descer foi o técnico Didier Deschamps, que fez um aceno tímido para os torcedores e entrou com pressa no saguão, comportamento idêntico ao da maioria dos seus companheiros. Pogba e Evra, por sua vez, destoaram e fizeram questão de ser simpáticos com os presentes, para para distribuir autógrafos e fazer fotos.  O volante da Juventus, aliás, foi o que teve o nome mais mencionado pelos fãs. 

A chuva que cai persistentemente sobre a capital gaúcha desde sexta não afastou os seguidores dos azuis. Daniel Viannes viajou de Saint-Etienne, no centro-leste do país, para acompanhar a equipe na busca pelo bicampeonato mundial. Esta será a sétima vez sai de sua pátria para ver os franceses no torneio da Fifa (de 82, na Espanha para cá, exceto em 98, quando a competição foi disputada em solo francês). 

- O Brasil é um país muito bonito, com muito calor e música. Espero que a França nos dê alegrias aqui com o time jovem que tem - declarou esse senhor de bigode farto e branco que diz já estar preparado também para acompanhar seu país em casa na Eurocopa 2016. 

Ônibus da França encostado na frente do hotel com os dizeres: Impossível não é uma palavra francesa (FOTO: Valdomiro Neto)

Cecile Jail, de 57 anos, trabalha no famoso Museu do Louvre, em Paris, e também veio ao Brasil para ver seu país jogar. Ela esperou a chegada da delegação vestida a caráter, com flâmula, cachecol e casaco nas cores vermelho, azul e branca. Ela tem bilhete para todos os duelos franceses na primeira fase e mostrou entusiasmo. 

- É uma equipe que da confiança, mais que a do Mundial passado, quando havia muitos problemas. 

Minutos antes da chegada do ônibus francês, que traz a inscrição "Impossible n'est pas Français" (Impossível não uma palavra em francês), um carro trouxe uma autoridade do país europeu que ficará em Porto Alegre neste fim de semana. Trata-se da Ministra dos Direitos das Mulheres, Cidades, Juventude e Esportes, Najat Vallud-Belkacem, que terá um encontro com o prefeito da cidade, José Fortunati (PDT), e assistirá ao jogo diante de Honduras. 

A França está no Grupo E e estreia contra Honduras neste domingo, às 16h, no Beira-Rio. Os hondurenhos chegaram na tarde de sexta à capital gaúcha. O técnico Didier Deschamps e um jogador, ainda indefinido, darão entrevista no estádio logo mais. Em seguida, haverá um treino e reconhecimento do gramado, protocolos obrigatórios da Fifa.