icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
15/06/2014
19:39

Centenas de pessoas lotaram os dois principais portões de acesso ao hotel Marina Park na noite deste domingo para receber a Seleção Brasileira em Fortaleza (CE), onde Neymar e cia. enfrentarão o México às 16h de terça, no Castelão. Pela quantidade de torcedores, parecia que não teria como a delegação escapar do assédio. Parecia...

O ônibus verde e amarelo frustrou os fanáticos presentes ao optar por entrar na hospedaria por uma terceira via de ingresso, distante da onde estavam posicionados homens, mulheres, senhoras, senhores, crianças e até ambulantes vendendo bebidas. Mesmo assim, a paixão pelos ídolos falou mais alto, mesmo sem vê-los.

- Aparece! Aparece! Aparece! - gritou a multidão, na calçada do hotel, e fiscalizada de perto por muitos policiais e seguranças.

No entanto, não foi todo mundo que reagiu da mesma maneira ao não ter ao menos contato visual com as estrelas comandadas por Luiz Felipe Scolari.

- Isso é um grande desrespeito. Não acredito... - lamentou uma mulher, entre diversas camisas amarelas.

O saguão do Marina Park seguiu liberado para hóspedes e jornalistas credenciados para a Copa do Mundo. Enquanto isso, os jogadores vão circular na maior parte do tempo por dependências mais reservadas.

Nesta segunda-feira, véspera da segunda exibição brasileira, Felipão atenderá a imprensa em entrevista coletiva às 14h no Castelão. Em seguida, o time fará o reconhecimento do gramado do jogo contra a Tri (apelido do time mexicano, por ter três cores). O México fará o mesmo procedimento em seguida.

No ano passado, as seleções se enfrentaram na capital cearense na primeira fase da Copa das Confederações, e Neymar e Jô marcaram os gols da vitória por 2 a 0.

Saguão do hotel da seleção, que já estava com bandeiras do Brasil quando recebeu o Uruguai (Foto: Caio Carrieri)