icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2013
16:15

No segundo compromisso do Brasil no Mundialito de Seleções de futebol de 7, os canarinhos venceram a Venezuela por 3 a 0, chegando ao sexto ponto na competição e seguindo firme na luta pelo bicampeonato.

O triunfo colocou o Brasil na liderança do grupo A com seis pontos, praticamente definindo a classificação canarinha para a segunda fase do torneio. A Venezuela sofreu sua segunda derrota e fecha a competição nesta segunda para cumprir tabela.

O JOGO

O encontro começou com muita marcação por parte dos venezuelanos, que procuravam não ceder espaços para os brasileiros. Devido à ação defensiva, as melhores oportunidades surgiam nas bolas paradas e o Brasil assustou o rival em três possibilidades na entrada da área, mas o goleiro Ubencio interviu de forma espetacular.

O técnico José Moraes procurou apostar na segunda formação e, nela, encontrou a solução em Mikimba que, livre de marcação, empurrou a bola para o fundo da rede, abrindo o placar a favor do Brasil nesse duelo complicado.

A Venezuela pouco subia ao ataque e quando conseguia, não levava grande perigo à meta de Guilherme Roan, que trabalhou o básico para manter o resultado positivo para a segunda parte.

O segundo tempo seguiu com a mesma toada e as faltas geraram as primeiras chances brasileiras. A posse de bola era toda do Brasil, mas a marcação.

A implacável e a bela atuação do goleiro Ubencio, impossibilitavam que a torcida presente pudesse soltar o grito de gol.

A retranca era grande, entretanto, por duas vezes, a Venezuela quase marcou em contra golpe, porém, Guilherme Roan impediu que a igualdade viesse a acontecer.

O clima esquentou em campo e o número de faltas subiu demasiadamente, favorecendo o Brasil, que viu seu adversário chegar à sexta falta e aproveitouse para marcar mais duas vezes, com Alan Gerbasi e Victor Boleta, em cobranças de shoot-out, dando números finais ao confronto.

No segundo compromisso do Brasil no Mundialito de Seleções de futebol de 7, os canarinhos venceram a Venezuela por 3 a 0, chegando ao sexto ponto na competição e seguindo firme na luta pelo bicampeonato.

O triunfo colocou o Brasil na liderança do grupo A com seis pontos, praticamente definindo a classificação canarinha para a segunda fase do torneio. A Venezuela sofreu sua segunda derrota e fecha a competição nesta segunda para cumprir tabela.

O JOGO

O encontro começou com muita marcação por parte dos venezuelanos, que procuravam não ceder espaços para os brasileiros. Devido à ação defensiva, as melhores oportunidades surgiam nas bolas paradas e o Brasil assustou o rival em três possibilidades na entrada da área, mas o goleiro Ubencio interviu de forma espetacular.

O técnico José Moraes procurou apostar na segunda formação e, nela, encontrou a solução em Mikimba que, livre de marcação, empurrou a bola para o fundo da rede, abrindo o placar a favor do Brasil nesse duelo complicado.

A Venezuela pouco subia ao ataque e quando conseguia, não levava grande perigo à meta de Guilherme Roan, que trabalhou o básico para manter o resultado positivo para a segunda parte.

O segundo tempo seguiu com a mesma toada e as faltas geraram as primeiras chances brasileiras. A posse de bola era toda do Brasil, mas a marcação.

A implacável e a bela atuação do goleiro Ubencio, impossibilitavam que a torcida presente pudesse soltar o grito de gol.

A retranca era grande, entretanto, por duas vezes, a Venezuela quase marcou em contra golpe, porém, Guilherme Roan impediu que a igualdade viesse a acontecer.

O clima esquentou em campo e o número de faltas subiu demasiadamente, favorecendo o Brasil, que viu seu adversário chegar à sexta falta e aproveitouse para marcar mais duas vezes, com Alan Gerbasi e Victor Boleta, em cobranças de shoot-out, dando números finais ao confronto.