icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
13/02/2015
16:15

Para seleção brasileira de badminton o ano começou mais cedo. Visando os Jogos Panamericanos, em julho, no Canadá, os atletas tiveram menos tempo de recesso e entraram em ritmo acelerado de treino em meados de janeiro. A primeira competição acontece este mês, em Lima, no Peru, do dia 19 ao dia 22, e vale pontos para o ranking internacional da BWF. Nove, dos 16 atletas da seleção, viajam para o Peru em busca de bons resultados para começar 2015.

Beto Santini, diretor técnico da Confederação Brasileira, destaca a evolução dos atletas, em um trabalho que vem sendo realizado há pouco mais de dois anos. Ele comenta que os resultados estão aparecendo a cada torneio, inclusive com a oportunidade de ter atletas como cabeça de chave nesta primeira competição.

- Começamos o projeto há dois anos e meio e os nossos atletas estavam abaixo de 300 no ranking. Hoje temos cerca de 10 atletas entre os 120 primeiros. Estamos tendo bons resultados, o crescimento deles está indo muito bem. Estamos de olho também nas olímpiadas, claro, ainda mais por competirmos em casa. Estamos otimistas e esperamos a melhor participação no PAN este ano - comemora Beto.

Entre os atletas que participam do primeiro torneio, está Fabiana Silva, a melhor brasileira do ranking mundial, atualmente ocupando a 60ª colocação. Aos 26 anos, a atleta de Niterói vem colecionando boas colocações em torneios mundo a fora. No ano passado, conquistou a “tríplice coroa” na última etapa do torneio nacional, ao ficar em primeiro lugar nas três categorias que disputou (individual e duplas,feminina e mista). Durante o ano, nos torneios internacionais, conquistou duas medalhas de ouro jogando individual, além do ouro por equipe no Panamericano de Badminton, uma medalha de prata e mais cinco de bronze. Para ela, o retorno aos treinos foi pesado.

- O início da pré-temporada foi bastante duro, com treinos físicos intensos. Agora estamos mais com a parte técnica, em quadra, e o físico de quadra também. Como estamos perto da primeira competição, dando início a temporada, estamos jogando mais e treinando situações de jogo - explicou a atleta.

Entre os homens que vão competir, Daniel Paiola vai em busca de bons resultados no Peru. O atleta mais experiente da seleção, aos 25 anos é medalhista Panamericano, conquistou o bronze em Guadalajara, na edição de 2011 do torneio. Daniel hoje ocupa a 76ª posição no ranking mundial, o que o deixa mais próximo da vaga para a competição em Toronto. No Panamericano da modalidade em 2014, também em Toronto, Daniel também foi ouro com a equipe, e ainda conquistou quatro pódios na categoria individual, duas medalhas de prata e duas de bronze. Para o atleta, o primeiro torneio é mais uma chance de garantir um primeiro lugar.

- Este ano começamos nossa preparação mais cedo do que na temporada passada e vamos começar a competir antes também. Toda a equipe vem trabalhando muito bem, e vamos para o Peru com o objetivo de trazer o ouro para casa. Este ano é um ano muito importante, ano de PAN e pré-olímpico, estou trabalhando muito para ser realmente especial - comentou Daniel.

A seleção embarca para o Peru no dia 17. Além de Fabiana e Daniel, também embarcam para o Peru: Paula Pereira, Luana e Lohaynny Vicente, Ana Paula Campos, Ygor Coelho, Alex Tjong e Hugo Arthuso. Em seguida, seguem o treinamento para o próximo torneio, o Mercosul, um dos três torneios internacionais dessa modalidade que acontecem no Brasil e o primeiro do calendário, entre os dias 11 ao dia 15 de março, em Foz do Iguaçu.