icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/06/2014
19:16

A Bósnia-Herzegovina vai ter um grande problema para a partida contra a Nigéria, no próximo sábado, na Arena Pantanal. Além de Salihovic, o capitão Spahic se machucou no treino desta quarta e virou dúvida para o técnico Safet Susic. O jogador saiu do estádio com uma compressa de gelo.

Durante o treino, o capitão da Bósnia sofreu uma forte dividida e foi constatada uma lesão na perna esquerda. Spahic reclamou muito da dividida e saiu de campo carregado por membros da comissão técnica. O jogador saiu do estádio com uma compressa de gelo. Porém, depois de terminada as atividades, ele distribuia autógrafos para os fãs e parecia não sentir mais dor.

Após o treinamento os jogadores europeus analisaram o próximo adversário em conversa com o treinador. Apesar de respeitar a equipe nigeriana, os jogadores bósnios estão confiantes que podem se classificar para a próxima fase, mesmo em sua primeira participação nas Copas.

Segundo o lateral Mujdza, a estréia foi cercada de muito nervosismo, e a tensão atrapalhou a equipe no jogo contra a albiceleste de Lionel Messi. Em entrevista coletiva o jogador se mostrou confiante.

- Tenho certeza absoluta que passaremos de fase. É difícil falar sobre tática contra os próximos adversários mas, contra a Nigéria, que é um time bem preparado e agressivo, deveremos manter a postura que adotamos contra a Argentina. De qualquer forma é o treinador que decidirá isso da melhor maneira - enfatizou Mujdza.

A seleção da Bósnia volta a campo no próximo sábado, na Arena Pantanal em Cuiabá, para enfrentar a Nigéria. Mesmo empatando a Bósnia continua viva na competição e define a classificação contra o Irã, na próxima semana. Já se perder para os africanos, a Bósnia está eliminada da Copa do Mundo.

E MAIS:
> Veja: Jornalista da Costa Rica vira musa da Copa!
> Motel de Salvador promove 'clássico' para faturar com a Copa-2014

L!TV:
> Assaf analisa as surpresas da primeira rodada do Mundial
> Flamengo? Corinthians? Veja os times brasileiros lembrados pelos gringos
> Gringos escolhem comunidade Santa Marta para torcer na Copa