icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/02/2015
16:04

O técnico Alejandro Sabella saiu da seleção argentina após a Copa do Mundo, mas vai causar, mesmo que involuntariamente, uma grande dívida para a Associação Argentina de Futebol (AFA). A entidade terá que pagar US$ 350 mil (R$ 1 milhão), devido ao rompimento do contrato com o treinador em 2011.

Quando o treinador recebeu o convite para comandar a seleção argentina depois da Copa do Mundo de 2010, tinha um pré-contrato assinado com o Al Jazira, de Abu Dhabi. Porém, acabou decidindo romper o acordo e foi treinador a Albiceleste. O clube dos Emirados Árabes acabou pedindo uma indenização de praticamente R$ 1 milhão, e o então presidente da AFA, Julio Grondona, garantiu que pagaria. O que jamais aconteceu.

Passaram-se alguns anos, o dirigente chegou a morrer, e a dívida nunca foi paga. Agora, a Fifa obrigou que o pagamento fosse feito, e a AFA vai ter que arcar com o prejuízo.

No comando da seleção argentina, Alejandro Sabella levou a equipe até a final da Copa do Mundo do ano passado, mas acabou perdendo para a Alemanha.