icons.title signature.placeholder Daniela Caravaggi
11/11/2013
11:49

As cariocas Paula e Luisa garantiram o bicampeonato dos Jogos Escolares da Juventude no vôlei de praia, neste domingo, em Belém (PA), pela escola CEL. A dupla disputou a final com as cearenses Ana e Verana e venceu por 2 sets a 0, com parciais de 21-16 e 28-26. Além dos ouros conquistados no evento organizado pelo COB, a lista delas conta também com dois mundiais escolares no lugar mais alto do pódio - em 2011 em Porto Rico e neste ano na Itália.

Apesar de formarem dupla nas praias, as meninas se separam na Seleção Brasileira. Enquanto Luisa faz parte da equipe juvenil de quadra, Paula sempre preferiu as areias. As cariocas já viveram muitas experiências que meninas de 17 anos, como elas, não viveram. Além das inúmeras viagens, neste ano elas passaram um semestre treinando com a Seleção em Saquarema e, consequentemente, perderam seis meses de aula.

- Eles deixam a gente voltar e fazer as provas depois. A gente faz a escola de um jeito diferente dos outros alunos. Faltamos muito por causa dos treinos. Até o meio do ano ficamos em Saquarema direto e não fomos à aula. Tentam dar matéria, repor as provas, mas a gente sempre acaba perdendo alguma coisa - disse Luisa.

A jovem atleta revelou ainda que não treinou com Paula antes dos Jogos Escolares da Juventude, como havia treinado no ano passado.

- Eu sempre preferi quadra e estava treinando para isso. Eu ia começar a treinar, mas apareceram muitos campeonatos pelo Fluminense (clube em que ela joga). Quando a gente ia se encontrar para treinar, caiu um temporal no Rio e não conseguimos, então, vim sem treinar. Eu não jogava praia há um tempo - revelou.

No mês passado, Luisa foi convidada para treinar na equipe Unilever, comandada pelo técnico da Seleção Brasileira Masculina, Bernardinho. Ela conta que duas integrantes do time estavam com a equipe nacional e precisavam de meninas para completar o elenco. Então, ela e mais uma amiga viajaram junto com a equipe e disputaram a Copa Brasília.

- Estavam faltando meninas e nos chamaram para ter essa experiência de treinar com o Bernardinho. Acabamos viajando com a equipe para Brasília para um torneio de amistosos. Havia três times da Superliga e ganhamos o campeonato. Jogar ao lado da Fofão e das meninas foi uma experiência muito boa. O Bernardinho é muito tranquilo, te passa muita tranquilidade para você fazer bem. Mas da uma pressão olhar para o lado e ver o melhor técnico do mundo, né? - brincou Luisa.

Paula, por sua vez, é bicampeã sul-americana de vôlei de praia. A atleta conquistou o campeonato em Lima, no Peru, junto à paraibana Andressa Cavalaste. Já no Paraguai, a Paula venceu formando dupla com a Sergipana Duda Lisboa.

- Chegar à Seleção Brasileira parecia impossível e consegui chegar. Conheci outros países e, se não fosse pelo esporte, não conheceria tanto lugar. Jogar pela Seleção é uma responsabilidade a mais. Não quero tirar a responsaiblidade dos jogos escolares, mas é bem diferente. Aqui também é bastante emocionante, principalmente porque colocaram muita expectativa e pressão em cima de nós, já que haviamos vencido o ano passado - finalizou a jovem jogadora, que sonha em chegar à Seleção adulta.

Esse foi o último dia das modalidades individuais. Nesta segunda-feira, as equipes dos esportes coletivos chegam à capital paraense e Paula e Luisa permanecem na cidade, pois representarão o estado também no vôlei de quadra.

*A repórter viaja a convite do COB