icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
27/06/2014
12:53

A cidade de Belo Horizonte recebe, a cada hora, mais torcedores chilenos. Já é possível ver camisas vermelhas pelas ruas, assim como ocorreu com as amarelas da Colômbia, as azuis e brancas da Argentina e as brancas de Irã e Inglaterra. E a Polícia Militar da capital mineira parece agir na mesma proporção.

Na manhã desta sexta-feira, um efetivo policial jamais visto na frente da Toca da Raposa 2 isolou a área do Centro de Treinamento do Cruzeiro, local de concentração da seleção chilena durante a Copa do Mundo. A rua principal do CT estava isolada, nenhum torcedor poderia passar pelas duas esquinas, fazendo com que os jornalistas tivessem mais tranquilidade na parte externa da Toca.

Vale lembrar que essa presença maciça de torcedores vermelhos em Belo Horizonte é motivo de preocupação das autoridades que, na última quinta-feira, falaram na circulação de até 30 mil chilenos pelas ruas da cidade, sendo que a boa parte deles sem ingresso para o jogo contra o Brasil, que acontece neste sábado, às 13h, no Mineirão.

Tiago Lacerda, Secretário de Estado de Turismo e Esportes, e Camilo Fraga, Secretário Municipal Extraordinário para a Copa, garantiram que todas as providências estão sendo tomadas, inclusive, a de criar eventos na cidade além da Fan Fest. De acordo com as autoridades, um telão será disponilizado no bairro de Mangabeiras, com direito a show do cantor Seu Jorge.

Além disso, planejamento definido prevê três locais para receber e estacionar veículos (motorhomes e carros) até o dia 30 de junho: o Parque Ecológico Lagoa do Nado e o Parque Ecológico da Pampulha, além do empreendimento Mega Space, situado em Santa Luzia. Para orientar os turistas vindos em motorhomes foram elaborados mapas que estão sendo distribuídos nos postos da Polícia Rodoviária Federal nas principais entradas da cidade e nas rodovias  BR-381 e a BR-040.