icons.title signature.placeholder VINÍCIUS PERAZZINI
24/06/2014
14:39

A segurança da Arena Pernambuco falhou no jogo entre México e Croácia, nesta terça-feira. Diversas matracas, um instrumento musical mexicano de madeira, conseguiram ser levados por torcedores para dentro do estádio. O Código de Conduta da Fifa para a Copa não permite a entrada de qualquer tipo de instrumento musical no estádio. Muitas matracas são grandes e pesadas.

A Fifa se pronunciou sobre o caso e, na resposta, o departamento de imprensa da entidade máxima do futebol admitiu que precisa melhorar no quesito:

"Os torcedores não podem entrar nas arenas da Copa do Mundo da Fifa com instrumentos musicais de qualquer natureza. O que pode ser levado para dentro do estádio é regulado pelo Código de Conduta nos Estádios da Copa do Mundo da Fifa, publicado no Fifa.com em http://pt.fifa.com/worldcup/organisation/ticketing/legal/stadium-code-of-conduct/index.html

Este manual desenvolvido pela equipe de segurança regula os itens que são permitidos ou não dentro dos estádios, independentemente de serem instrumentos musicais. Estamos trabalhamos para aprimorar a operação na checagem de segurança nas próximas partidas."

Coordenador do Centro de Comando e Controle Regional de Pernambuco, Alexandre Lucena vê a entrada dos instrumentos como falha e destaca que a Fifa é responsável pela segurança nos estádios.

- Essa questão fica aos cuidados da Fifa, mas entendo como falha de segurança, porque deixar entrar a matraca é tão errado quanto qualquer outro objeto que não deveria entrar. Não é uma falha grave, porque a gente tem que ver o grau de letalidade do objeto. O próprio sapato pode se tornar uma arma. Mas se esse tipo de objeto não é para entrar, então está errado - disse Alexandre.