icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/02/2015
16:11

A vida de Cristiano Ronaldo virou do avesso em pouco mais de um mês. Desde a viagem a Zurique, quando recebeu, das mãos da Fifa, o prêmio de melhor jogador do mundo pela segunda vez consecutiva, o craque português não sabe o que é fazer a torcida do Real Madrid feliz. Nesta quarta-feira, às 17h45 (horário de Brasília), o camisa 7 merengue tem mais uma chance de redenção, desta vez, contra o Schalke 04, na Alemanha, pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Na primeira, contra o Deportivo La Corunã, no sábado passado, os Blancos venceram, mas CR7 passou, mais uma vez, em branco.

Provavelmente, Cristiano Ronaldo não sabe quais são as atrações da pequena e pacata Gelsenkirchen. Mas, na cidade do Vale do Ruhr, ali, na Veltins Arena, ele tem a exata noção de todos os meandros do campo do Schalke 04. Contra o mesmo adversário, em 2014, pela mesma fase do Champions, o gajo marcou duas vezes e abriu caminho para o tão sonhado décimo título da Champions dos Merengues.

Como não esquecer da Champions de 2013-2014? Na última edição, Cristiano Ronaldo foi o recordista de gols, com 17. No momento, o atacante anda muito criticado por dar uma festa no mesmo dia em que o Real Madrid perdeu para o Atlético de Madrid por 4 a 0. Mas a farra não é o único motivo dos queixumes da torcida blanca. Bem diferente do ano passado, o português já foi expulso, eliminado da Copa do Rei e tem 11 gols a menos do que Messi em 2015. E olha que o gajo prometeu que venceria o argentino mais uma vez na Bola de Ouro.

Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid, sabe que, enquanto trabalhar no gigante espanhol, terá de responder à perguntas sobre o astro todo dia. Nesta terça-feira, na véspera do jogo, não foi diferente.

- Fisicamente, Cristiano fez uma grande partida contra o La Coruña. Ele está melhorando. Falta uma boa oportunidade para fazer o gol - declarou o comandante italiano do time espanhol.

Schalke 04

No time alemão, a tarefa de vingança é complicada. Ao menos, a equipe treinada por Roberto Di Matteo quer deixar uma boa impressão. Sobre Cristiano Ronaldo, o técnico italiano, campeão europeu em 2012 pelo Chelsea, prega muita cautela com a fase do principal astro do oponente.

- Em primeiro lugar, vamos atuar com mentalidade vencedora. Não podemos desistir antes de entrar em campo. Cristiano Ronaldo é humano. Há dias que ele não está bem. O que não podemos ignorar é o seu poder individual de definir as partidas para o Real Madrid - disse o treinador.