icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/03/2014
15:29

Com o futuro posto em dúvida no comando do Milan, Seedorf falou nesta terça-feira sobre o ambiente de turbulência pelo qual está atravessando. O holandês garantiu que atravessa este tipo de momento com serenidade.

- Tenho uma filosofia de vida que me permite viver momentos de dificuldade, stress e pressão com um certo equilíbrio. Não estou dizendo que gosto disso, porque sou humano. É o meu modo de ser. Trabalho oito horas por dia para preparar o time e fazer o melhor contra os adversários, depois, claro, depende dos resultados - disse Seedorf em coletiva.

Um dos pontos abordados, na coletiva, sobre este momento de tensão no Milan foi o relacionamento com o vice-presidente Adriano Galliani.

- Entre eu e Galliani o relacionamento não cessou. Continuamos a buscar o bem do Milan e continuaremos - afirmou.

Outro com quem Seedorf não teria um bom relacionamento é o atacante Balotelli. O treinador garantiu que trata o jogador como qualquer outro em sua equipe.

- Dou a ele a atenção que é dada a todos os jogadores. Sou transparente e busco entender as necessidades de cada um. Quando ele está em campo sou muito exigente, porque acredito que ele tem o potencial para as coisas que quero - disse o técnico.

Nesta quarta-feira o Milan visitará a Fiorentina, em Florença. A partida é tida na Itália como crucial para a permanência de Seedorf no comando da equipe. O Rossonero vem de cinco jogos sem vitórias pelo Campeonato Italiano. Neste período foram quatro derrotas e um empate. Isso sem falar na eliminação nas oitavas de final da Liga dos Campeões para o Atlético de Madrid, com derrotas por 1 a 0, na Itália, e 4 a 1, na Espanha.