icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2013
11:00

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu pela primeira vez na sua carreira o GP da Alemanha de Fórmula 1. O piloto travou dura batalha com os carros da Lotus, principalmente com o finlandês Kimi Raikkonen, que terminou na segunda colocação. Romain Grosjean ficou na terceira posição.

O brasileiro Felipe Massa teve problemas com o motor e o câmbio da sua Ferrari e abandonou a corrida no início da quinta volta. Seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, terminou na quarta colocação.

O inglês Lewis Hamilton, que largou na pole position, teve rendimento abaixo do esperado e ficou apenas com a quinta colocação, duas posições à frente de Mark Webber, da Red Bull, que terminou em sétimo e foi prejudicado quando o pneu traseiro direito do seu carro saiu após sua primeira parada.

A CORRIDA

Logo na largada, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, foi ultrapassado pelos dois carros da Red Bull. Sebastian Vettel e Mark Webber pularam para as primeiras posições, sendo que o alemão levou vantagem em relação ao seu companheiro de equipe pelo fato da primeira curva ter sido do lado em que o atual tricampeão mundial estava.

O brasileiro Felipe Massa largou bem e logo pulou para a sexta colocação, com os pilotos da Lotus, Kimi Raikkonen e Romain Grosjean, à sua frente. O espanhol Fernando Alonso se manteve em oitavo.

Porém, na abertura da quinta volta, o brasileiro teve problemas no motor e no câmbio da sua Ferrari e foi obrigado a abandonar o GP. O piloto não quis falar com a imprensa após deixar a prova.

Na décima volta, Webber fez seu primeiro pit stop na corrida, mas, por conta de um erro dos mecânicos, seu pneu traseiro direito acabou saindo assim que ele saiu da sua troca, o que fez com que ele perdesse tempo. Por isso, o australiano foi obrigado a fazer uma corrida de recuperação.

Grosjean foi a grata surpresa da prova. Consistente desde o início, o piloto francês esteve sempre entre os primeiros colocados, mesmo com todas as oscilações que o GP apresentou.

Na 21ª volta, Alonso e Hamilton protagonizaram uma das melhores disputas da corrida. O piloto espanhol partiu para cima do inglês, que se defendeu de todas as maneiras possíveis e conseguiu manter a quarta posição naquela altura.

Uma cena curiosa aconteceu na 24ª volta, quando a Marussia de Jules Bianchi começou a andar para trás após seu carro pegar fogo e o piloto abandonar a prova. Com isso, o Safety Car entrou na pista. Quando o carro de segurança voltou para os boxes, os quatro primeiros colocados eram Vettel, Grosjean, Raikkonen e Alonso.

A partir daí, Vettel conseguiu se manter na ponta e começou a defender sua posição, principalmente contra os pilotos da Lotus (Raikkonen e Grosjean), que fizeram uma excelente prova.

Quando Vettel foi para os boxes, na 42ª volta, o piloto finlandês assumiu a liderança momentaneamente, porque o alemão voltou com tudo para fazer a volta mais rápida da prova, com o tempo de 1m34s797, e voltar à ponta quando Raikkonen fez sua parada.

Por fim, se deu o início à disputa derradeira entre Vettel e Raikkonen, que até o fim foram lutando pela primeira posição na corrida. Mesmo com o carro mais rápido, o Homem de Gelo não conseguiu parar o alemão, que venceu pela primeira vez em sua carreira o GP da Alemanha.

Classificação do GP da Alemanha

1) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 1h41m14s711
2) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) - +1s008
3) Romain Grosjean (FRA/Lotus) - +5s830
4) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - +7s721
5) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - +26s927
6) Jenson Button (ING/McLaren) - +27s996
7) Mark Webber (AUS/Red Bull) - +37s562
8) Sergio Pérez (MEX/McLaren) - +38s206
9) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - +46s821
10) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) - +49s892
11) Paul di Resta (ESC/Force India) - +53s771
12) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso) - +56s975
13) Adrian Sutil (ALE/Force India) - +57s738
14) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) - +1m00s160
15) Pastor Maldonado (VEN/Williams) - +1m01s900
16) Valtteri Bottas (FIN/Williams) - +1 volta
17) Charles Pic (FRA/Caterham) - +1 volta
18) Giedo van der Garde (HOL/Caterham) -  +1 volta
19) Max Chilton (ING/Marussia) - +1 volta
20) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso) – Não completou
21) Jules Bianchi (FRA/Marussia) - Não completou
22) Felipe Massa (BRA/Ferrari) - Não completou

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu pela primeira vez na sua carreira o GP da Alemanha de Fórmula 1. O piloto travou dura batalha com os carros da Lotus, principalmente com o finlandês Kimi Raikkonen, que terminou na segunda colocação. Romain Grosjean ficou na terceira posição.

O brasileiro Felipe Massa teve problemas com o motor e o câmbio da sua Ferrari e abandonou a corrida no início da quinta volta. Seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, terminou na quarta colocação.

O inglês Lewis Hamilton, que largou na pole position, teve rendimento abaixo do esperado e ficou apenas com a quinta colocação, duas posições à frente de Mark Webber, da Red Bull, que terminou em sétimo e foi prejudicado quando o pneu traseiro direito do seu carro saiu após sua primeira parada.

A CORRIDA

Logo na largada, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, foi ultrapassado pelos dois carros da Red Bull. Sebastian Vettel e Mark Webber pularam para as primeiras posições, sendo que o alemão levou vantagem em relação ao seu companheiro de equipe pelo fato da primeira curva ter sido do lado em que o atual tricampeão mundial estava.

O brasileiro Felipe Massa largou bem e logo pulou para a sexta colocação, com os pilotos da Lotus, Kimi Raikkonen e Romain Grosjean, à sua frente. O espanhol Fernando Alonso se manteve em oitavo.

Porém, na abertura da quinta volta, o brasileiro teve problemas no motor e no câmbio da sua Ferrari e foi obrigado a abandonar o GP. O piloto não quis falar com a imprensa após deixar a prova.

Na décima volta, Webber fez seu primeiro pit stop na corrida, mas, por conta de um erro dos mecânicos, seu pneu traseiro direito acabou saindo assim que ele saiu da sua troca, o que fez com que ele perdesse tempo. Por isso, o australiano foi obrigado a fazer uma corrida de recuperação.

Grosjean foi a grata surpresa da prova. Consistente desde o início, o piloto francês esteve sempre entre os primeiros colocados, mesmo com todas as oscilações que o GP apresentou.

Na 21ª volta, Alonso e Hamilton protagonizaram uma das melhores disputas da corrida. O piloto espanhol partiu para cima do inglês, que se defendeu de todas as maneiras possíveis e conseguiu manter a quarta posição naquela altura.

Uma cena curiosa aconteceu na 24ª volta, quando a Marussia de Jules Bianchi começou a andar para trás após seu carro pegar fogo e o piloto abandonar a prova. Com isso, o Safety Car entrou na pista. Quando o carro de segurança voltou para os boxes, os quatro primeiros colocados eram Vettel, Grosjean, Raikkonen e Alonso.

A partir daí, Vettel conseguiu se manter na ponta e começou a defender sua posição, principalmente contra os pilotos da Lotus (Raikkonen e Grosjean), que fizeram uma excelente prova.

Quando Vettel foi para os boxes, na 42ª volta, o piloto finlandês assumiu a liderança momentaneamente, porque o alemão voltou com tudo para fazer a volta mais rápida da prova, com o tempo de 1m34s797, e voltar à ponta quando Raikkonen fez sua parada.

Por fim, se deu o início à disputa derradeira entre Vettel e Raikkonen, que até o fim foram lutando pela primeira posição na corrida. Mesmo com o carro mais rápido, o Homem de Gelo não conseguiu parar o alemão, que venceu pela primeira vez em sua carreira o GP da Alemanha.

Classificação do GP da Alemanha

1) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 1h41m14s711
2) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) - +1s008
3) Romain Grosjean (FRA/Lotus) - +5s830
4) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - +7s721
5) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - +26s927
6) Jenson Button (ING/McLaren) - +27s996
7) Mark Webber (AUS/Red Bull) - +37s562
8) Sergio Pérez (MEX/McLaren) - +38s206
9) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - +46s821
10) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) - +49s892
11) Paul di Resta (ESC/Force India) - +53s771
12) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso) - +56s975
13) Adrian Sutil (ALE/Force India) - +57s738
14) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) - +1m00s160
15) Pastor Maldonado (VEN/Williams) - +1m01s900
16) Valtteri Bottas (FIN/Williams) - +1 volta
17) Charles Pic (FRA/Caterham) - +1 volta
18) Giedo van der Garde (HOL/Caterham) -  +1 volta
19) Max Chilton (ING/Marussia) - +1 volta
20) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso) – Não completou
21) Jules Bianchi (FRA/Marussia) - Não completou
22) Felipe Massa (BRA/Ferrari) - Não completou